quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

RIMANCE



Cecília Meireles 


ONDE é que dói na minha vida,
para que eu me sinta tão mal?
quem foi que me deixou ferida
de ferimento tão mortal?

Eu parei diante da paisagem:
e levava uma flor na mão.
Eu parei diante da paisagem
procurando um nome de imagem
para dar à minha canção.

Nunca existiu sonho tão puro
como o da minha timidez.
Nunca existiu sonho tão puro,
nem também destino tão duro
como o que para mim se fez.

Estou caída num vale aberto,
entre serras que não tem fim.
Estou caída num vale aberto:
nunca ninguém passará perto,
nem terá notícias de mim.

Eu sinto que não tarda a morte,
e só há por mim esta flor:
eu sinto que não tarda a morte
e não sei como é que suporte
tanta solidão sem pavor.

E sofro mais ouvindo um rio
que ao longe canta pelo chão,
que deve ser límpido e frio,
mas sem dó nem recordação,
como a voz cujo murmúrio
morrerá com o meu coração.


UM DRINK DE BOAS FESTAS


 



É HORA DE COMEMORAR

MUITAS FESTAS, 

FIM DE ANO,

UM DRINK PARA A FELICIDADE

COM MUITO PRAZER

ÊXTASE




FELIZ NATAL A TODOS!

di M

Hoje mais um dia chega, dia especial para comemorar, para lembrar da própria vida, fazer planos para novos momentos... Esperanças renovadas,  mil e um projetos de vida...  
Natal é renascer, é reviver. Muitos precisam de nova vida, novas oportunidades.
Refletir é bom, mas dá asas ao prazer também...
Viva!
Vivam!!!
Vivam com muito prazer
Façam planos para o ano novo. Se preciso volte, afinal o mundo é feito de uma roda-viva, de uma vira-volta...
Mas viva!






terça-feira, 24 de dezembro de 2013

PARA TE DESPERTAR!


 












UM PRIVILÉGIO DOS CORAJOSOS




Mahatma Gandhi
 
Não tente adivinhar o que as pessoas pensam a seu respeito.
Faça a sua parte, se doe sem medo.
O que importa mesmo é o que você é.
Mesmo que outras pessoas não se importem.
Atitudes simples podem melhorar sua vida.
Não julgue para não ser julgado...
Um covarde é incapaz de demonstrar amor
- isso é privilégio dos corajosos.

VÉSPERA DE NATAL...

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

NÃO CONCLUO NADA






Caio F.

Mas não aprofundando não concluo nada, fico só querendo te dizer de como eu te esperava quando a gente markava qualquer coisa, de como eu olhava o relógio e andava de lá pra cá sem pensar definidamente e nada, mas não, não é isso, eu ainda queria chegar mais perto daquilo que está lá no centro e que um dia destes eu descobri existindo, porque eu nem supunha que existisse, acho que foi o fato de você partir que me fez descobrir tantas coisas... Espera um pouco, eu vou te dizer de todas as coisas, é por isso que estou falando, fecha a revista, por favor, olha, se você não prestar muita atenção você não vai conseguir entender nada... Eu também gosto muito do Peter Fonda, mas isso agora não tem nenhuma importância, é fundamental que você escute todas as palavras, todas, e não fique tentando descobrir sentidos ocultos por trás do que estou dizendo, sim, eu reconheço que muitas vezes falei por metáforas, e que é chatíssimo falar por metáforas, pelo menos para quem ouve, e depois, você sabe, eu sempre tive essa preocupação idiota de dizer apenas coisas que não ferissem... Escuta, não fecha a janela, está tudo definido aqui dentro, é só uma coisa, espera um pouco mais, depois você arruma as malas e as botas, fica tranquila, esse velho não vai incomodar você, olha, eu ainda não disse tudo, e a culpa é única e exclusivamente sua, por que você fica sempre me interrompendo e me fazendo suspeitar que você não passa mesmo duma simples avenca? Eu preciso de muito silêncio e de muita concentração para dizer todas as coisas que eu tinha pra te dizer, olha, antes de você ir embora eu quero te dizer quê.

MOMENTOS CURTOS E MARKANTES