<                           

























quinta-feira, 30 de abril de 2015

EM BREVE...

55




O viver BDSM é cheio de matizes, facetas e acima de tudo de prazeres.

Cria em nós expectativas, faz-nos vivenciar e viver de uma forma prazerosamente espetacular e aumenta nossa obscenidade de forma sensual, pois todas as nossas libidos são exacerbadamente  afloradas e exploradas. Tudo faz sentido.Nada faz sentido.


EM BREVE... Quer dizer muita coisa, especialmente quando em nosso íntimo sabemos que vem de QUEM desejamos. O coração pulsa rapidamente, bate descontroladamente, a memória revive momentos, a memória quer viver momentos, cenas se encenam na mente, desejos fazem a “mala” abrir. Um sorriso aflora a face; imagens que markam esses desejos eclodem no coração.

EM BREVE... É o despontar de um caminho. É a construção de uma marka de perspectivas.  

EM BREVE... é muito desejado, é muito esperado e tomara realmente que seja muito, mais muito EM BREVE...

Por que eu vou estar aqui prontinha, sempre prontinha para TI, para EM BREVE...

 

terça-feira, 28 de abril de 2015

CHAMA-ME! EU IREI...

Sou serva da tua vontade.
Percebe, meu Senhor?!
Nenhuma relação é à prova de fogo
Mas isso não pode determinar o andar da carruagem
Ah, como eu amo o fato de te amar!
Amar é uma decisão, uma escolha
E eu escolhi te amar, além de te servir.
Cacete!
Meu coração clama por ti,
Meus desejos clamam por ti
Não sei mais como expressar, como falar
Se palavras não te bastem, sinta minhas imagens
Capta a essência da minha entrega a ti
Estou totalmente markada pela saudade
Querendo sentir teu toque, tua mão, teu vai-vem
Markar o início de novos momentos esperados
Venha!
Ou chama-me!














sábado, 25 de abril de 2015

EU ACREDITEI!... EU AINDA ACREDITO!






serva
Eu acreditei...

No despertar de um sonho, sabemos que é um sonho... Deparamos com a realidade... Quanta diferença! No sonho podemos amar sem restrições,  podemos caminhar através do mundo. Conhecer pessoas que nunca vimos, Que prazer sonhar os sonhos não realizados! Melhor seria se pudéssemos  viver todos os nossos sonhos! E quando há amor, paixão, entrega, desejo, todos os toques imaginários se transformam em prazer.


Numa fusão - junção corpo e alma, carne e espírito de tal forma que se vive  para ele, dele e com ele no pensamento eternamente, posto que um vai completando  e se ajustando ao outro com tamanha precisão e perfeição achada somente naqueles que estão envolvidos pela magia da entrega de um corpo, um sonho, uma alma, um desejo - uma entrega BDSM. É um amor extravagante, diferenciado, que se traduz em mistérios;  paz que o outro lhe dá, ou pelo tormento que provoca de forma indefinível.

Eu acreditei que meus desejos fossem  tão únicos  com meus sonhos que nunca imaginei que nalgum momento eu os teria  distantes.

O corre-corre da vida tem me trazido ansiedade, me distanciado dos meus reais desejos, especialmente Daquele a quem decidi entregar esses desejos, meu corpo, minha alma – o Meu Mestre e Senhor. Tenho sentido falta dele! Como desejo estar com ele! As intempéries da vida têm sido muito cruéis comigo.  Sinto-me sobrecarregada  de pesos e fardos alheios; quando no entanto,  só queria ouvir uma palavra dele: VENHA!.. E Eu iria...

Parece que o universo está sempre conspirando contra mim. São 8 anos de expectativas, de desejos... Oh meu Deus, como é difícil!  Eu sempre acreditando, mesmo contra as circunstâncias, São internets que não funcionam, são e-mails invadidos por vírus, blog clonado, modem que explode, são roteadores que queimam... um conjunto de malefícios que têm se unido e servido para  atrapalhar, atrasar, danificar minhas crenças bdsm, meus desejos. Que, se eu fosse ELE, acharia tão ínfimas essas coisas para arrefecer um aquecido trabalho de construção de uma serva.

 

Meu coração está desmanchando-se em lágrimas, esperanças desesperadas. Sempre com aquele fiozinho de esperança de que a CONVOCAÇÃO chegará  inesperadamente. Sem  aviso.  Por que estou pronta. Acessorei-me de um bando de apetrechos fetichistas. Até nova “cuia” de cadelinha adquiri;  meu arsenal de prazeres bdsm está  guardado na mala – cheia deles, esperando apenas meu Mestre e Senhor me chamar, ordenar, convocar...

Eu acreditei que mudando até um ciclo menstrual facilitaria ainda mais  minha ida ou vinda (dele). Eu acreditei em tantas coisas. Eu acreditei que mudando de  temperamento, de conceitos, de rumos facilitaria essa caminhada íngreme, mas ao mesmo tempo prazerosa, com Markas  de desejos e lascívias.

Mentalmente, vou elencando cada etapa, cada obstáculo superado. E foram muitos! Hoje sou uma serva markada. Markada por tantos desejos inacabados, mas vivos, ainda que meio  adormecidos. Esperando ser despertados  e  acalentados por ele. Pois só com ele tudo faz sentido. Sem ele existe apenas um abismo, um infinito...

 

Passeei meu corpo por vários prazeres. Visitei e conheci até sex shops. Queria medir o tesão pelo tamanho dos brinquedos.  Brinquedos esses que iam arrombando meus pudores, adocicando  momentos e pensamentos. Perdidos no vácuo não preenchido.

Fui despertada (ou me despertaram) para uma vida em que não posso ter o privilégio de vivê-la! Porque não depende somente de mim!!!! Cacete!!!

Ando à deriva dos meus pensamentos, alhures, zumbítica; procurando tuas markas; markas de pegadas, markas de costas, markas de pick up, markas de olhares... markas de vozes, markas de ordens... regadas por essas lágrimas que teimam em descer, por mais que eu as ordene a ficar hibernando dentro do meu coração.

Aqui estou: um corpo, boa saúde, uma fêmea, uma vadia, uma puta, uma serva em construção, milhares de desejos, uma mala cheia de fetiches e escritas, um coração grande e apertado, suspirante.


Odiando os destinos que vão punindo, sem dar chance de remissão. Odiando as circunstâncias agrurosas, eviltantes e escorreitas que condenam sem piedade, um ser absolutamente indefeso e com intensos desejos tão já fragilizados.

Eu tenho essa essência submissa. Não nego, não posso negar. E eu escolhi ser uma serva, uma escrava, uma submissa, dedicando minha vida e meus desejos ao meu Mestre e Senhor. Esse foi um pacto eterno que meu coração fez com ele desde o primeiro momento de minha iniciante vida D/s . Nada, mais absolutamente nada poderá mudar isso, nem mesmo ele. Porque em meu coração vai arder sempre essa chama que vive a clamar pela marka que somente ele pode cunhar em mim.

Eu te amo, meu Mestre e adorado Senhor que me marka! 
EU AINDA ACREDITO ...

 

quinta-feira, 16 de abril de 2015

DESEJOS... SAUDADES... ESPERA...









 
Foram momentos markantes e markados pelo prazer de ser serva
Foram promessas de um ano melhor
Com promessas de viver extremos
Foram limites desejados, superados e alcançados
Foram construções de planos
Orgias de desejos
Foram fantasias adquiridas
Foram sonhos sonhados
Foram tempos de espera
Foram desafios aceitos
Foram retrocessos
Foram avanços
Foram expectativas
Foram desejos e sonhos abortados
Foram-se os dias...
E eu fiquei a te esperar...
Saudades da tua voz
Saudades das tuas promessas
Saudades de teus ensinos
Saudades de tua marka
Saudades... saudades... saudades...
Desejos de ti
Desejos de sentir dor de prazer
Desejos de sentir o prazer da dor
Desejos da tua mão
Desejos de teus pés
Desejos da tua presença
Desejos de prosseguir CONTIGO
A cada dia morre um pedaço de mim
- Pois tua ausência me faz perecer-
Fico a olhar o gigante arrombador adormecido
Desejado, procurado, encontrado
Ainda à tua espera...
EU ESTOU A TE ESPERAR!
Morrendo de saudades de ti!


serva



quarta-feira, 15 de abril de 2015

SAUDADES DO MESTRE E SENHOR...


Na quietude e solidão do meu quarto, eu estou a lembrar e pensar em ti (sempre); 
contigo markado em minha pele, em minha vida, em meu pensamento.
olho essa cama vazia, grande... 
tudo se torna infinitamente grande e sem sentido. 
Olho esse "monte" de coisas 
que não têm nenhuma utilidade 
se não forem usadas 
com o inspirador de todas elas...
ai que vida! 
acho que vou fazer doutorado
 para ocupar minha mente
 e meu tempo que fica livre
pensando em tuas markas. 
assim  não ficarei com a mente tão ociosa
e o coração tão apertado...



sábado, 4 de abril de 2015

DESTINOS INCERTOS – CERTOS




 
 Nenhum destino é incerto 

- quando leva até tua presença

Nenhuma cidade é distante 

- quando  me deixa pertinho de Ti

Nenhum bloqueio é permanente

- quando estou livre para te servir.