<                           

























domingo, 28 de fevereiro de 2016

NO CORPO DO PRAZER


QUE MEU CORPO SIRVA DE CASA PARA TEU PRAZER MARKANTE
 ESSE PRAZER QUE VAI AVASSALANDO MINHA LIBIDO
QUE TEIMA EM SECRETAR QUANDO CONTIGO SE ENCONTRA...
MESMO QUE SEJA EM PENSAMENTOS INDECENTES...




MARKADAS



Ahhh..
esses desejos desejados
feitos de markas markadas
encinturtadas
ajoelhadas
eternizadas

CRESCENDO...





SABOREAR TEU CACETE, FAZENDO-O CRESCER EM MINHA BOCA, 
QUENTE, ARDENTE
DESEJOSA DE TI.
ESPERANDO POR AQUELE MOMENTO ETERNIZADO, POR ENQUANTO, NA MEMÓRIA,
NOS DESEJOS
E NAS IMAGINAÇÕES
SUBLINHADAS DE PRAZERES...


POR SENTIR...


por sentir o sabor de tua boca 
neste beijo prometido
cheio de desejos e realizações..
num toque que magifica o momento
e eterniza tua marka.
Como sempre...

SEDENTA POR TE SENTIR


PELOS CAMINHOS...


 



os caminhos que tu me levares
são estes que seguirei
onde quer que tu quiseres...
 - os caminhos dos prazeres teus...

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

FRAGMENTOS DE UM SONHO

Menina

Lembro-me perfeitamente do lugar... um cômodo grande, com alguns móveis antigos... uma janela grande com vista para a rua... não havia cortinas ou obstáculos que bloqueassem um eventual olhar curioso dos vizinhos... o chão de madeira velha... um sofá... e nele, existia um Dom... o meu Dom... sentado de maneira confortável... vestindo uma camisa branca e uma calça social de tom escuro, sapatos...
Sua face voltada para frente... olhos concentrados... expressão calma... e eu, ajoelhada e próxima a seus pés... olhos encarando o chão... nua... ansiosa por uma palavra ou uma ordem...
Meu mestre, sabendo de minha ansiedade, continuava em silêncio... se deliciando com aquela cena... e eu não ousava encará-lo... permanecia com a cabeça baixa... sentindo o coração disparado... respiração ofegante... corpo trêmulo...
- Está ansiosa para me servir, menina?
- Sim mestre...
De repente, um movimento... meu mestre jogou o corpo para frente e, permanecendo sentado, levou a sua mão até o meu rosto...
Sentindo os seus carinhos, fui me acalmando... sentia o seu cheiro... o seu toque... percebia o seu olhar de desejo... e sentia a minha bucetinha cada vez mais molhada...
- Olhe e beije-me, menina.
- Sim mestre..
Obedecendo à sua ordem, ergui o corpo... encarei o meu mestre, confusa por não saber onde deveria beijá-lo... ousei questionar...
- Onde devo beijá-lo, mestre?
Reagindo com um sorriso, recebi a melhor das respostas..
- Deixarei a sua escolha, menina.
Sem pensar, beijei sua boca... sentindo meu mestre retribuir aquele beijo, era o melhor dos presentes... um beijo gostoso... molhado...
... lembro-me de estar sobre a cama... de bruços... meu mestre andando em volta... apreciando a cena... talvez pensando no que poderia fazer com sua sub assim, tão indefesa... e eu, ansiosa para ser acariciada... sentir meu mestre perto de mim... sentir sua respiração... seus toques...
... me vi posicionada ao lado da cama... pés no chão, paralelos... mãos apoiadas sobre a cama... bumbum empinado, sentindo a língua quente de meu mestre passeando pelas minhas coxas... pela bucetinha... acariciando o meu cuzinho com o dedo... meus cabelos jogados sobre o rosto... gemendo baixinho...
... sobre a cama novamente... mãos unidas e amarradas na cabeceira da cama, logo acima da minha cabeça... olhos vendados...me vi de 4... bumbum empinado... um travesseiro sob a barriga... seios encostados na cama... sentia meu mestre entrando e saindo de mim... cada vez mais rápido... com dois dedos em meu cuzinho... enfiava sem dó o seu pau na minha bucetinha molhada... o barulho da cama se misturava com nossos gemidos... seu corpo empurrando o meu, ora em movimentos bruscos, ora em movimentos suaves...
Meus gemidos abafados sobre o lençol... senti o gozo de meu mestre vindo a tona... seus gemidos altos... seu pau latejando... preenchendo a minha bucetinha com aquele líquido quente...
... ao meu lado, retirou as cordas e a venda...sussurrou...
- Menina, vc é linda... agora venha me dar um banho...
Satisfeita por dar prazer ao meu mestre, me levantei sentindo o líquido escorrer pela coxa... seguindo o meu mestre em direção ao chuveiro...
Acordei me sentindo leve... feliz...
Com a bucetinha molhada... comecei a acariciar os seios e me lembrar do sonho... me masturbei pensando em meu mestre... gozei deliciosamente...

SEMPRE... SEMPRE... SEMPRE... EIS-ME AQUI!


QUE ENTREGA MAIOR PODERIA EU DAR-TE, ALÉM DE MIM MESMA?
SEMPRE ESTAREI DISPONÍVEL PARA TI
NESSA LOUCA, TRANSLOUCADA ENTREGA QUE NÃO MEDE NENHUMA CONSEQUÊNCIA,
SEM NENHUM LIMITE 

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

PÉS PRESOS...




mesmo com os pés atados 
meus pensamentos sempre voam de encontro aos teus desejos
queria ter a liberdade de ir
mas quanto mais livre, mais presa em ti
em desejos prometidos
em lembranças reais... quase vividas.

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

NESSAS CORDAS...


 e nessas cordas cor de algodão
que presa me encontro
indo na contramão
espero-te sempre
cheia de esperança
como se estivesse num baile
com  a última dança...

sábado, 20 de fevereiro de 2016

AUSÊNCIA SENTIDA



Nessa tua ausência
apenas o conforto desconfortante desse cacete colorido 
para fazer a fonte jorrar em prazer sofrido
sem a marka que marka
sem as palavras que markam
sem o toque que toca

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

ESPERA LONGA


Nunca uma espera foi tão longa
demorada
ansiante
dolorida
angustiante

as capas e roupas vão se esvaindo...
o prazer, o desejo minguando
as vontades crescendo,
tantos contrastes, num só desejo 
tantos desejos numa só pessoa
tanto para nada, sem te ter...



DESEJO EM TE SENTIR EXPLODIR EM MINHA BOCA


E hoje amanheci
com aquele louco desejo 
de sentir teu cacete me preenchendo, 
me enchendo, 
explodindo em gotas de prazer 
por minha boca 
e garganta abaixo...

Porque não vens? 
entra aqui, nesta casa e deixa tua Marka!

domingo, 7 de fevereiro de 2016

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

APENAS SUA!


Shayna

Fecho meus olhos para adormecer e nos sonhos,
Te sinto presente me observando,
Te sinto como um anjo que me protege,
Sinto Sua respiração se aproximar de meu corpo...
Uma sensação de calor me invade
Sinto o suor escorrer entre meus cabelos...
Suas mãos invadindo meu ser
Me sinto explodir de desejos!
Te vejo envolta a seu lado dark
Esse lado traz de dentro de mim,
A parte masoquista,
Seus desejos de dominar, de ferir...
Me faz mais Sua...
Te desejo em um instante de loucura
Seu chicote em minha pele
Rasga minha derme,
Me arranca gemidos
Me arranca lágrimas....
Lágrimas de felicidade,
Sou sub, Sua submissa que tanto esperou...
Sou Sua, durante toda a noite...
Entre Seu riso, minhas lágrimas
Seu prazer e meus gemidos...
Apenas Sua!!

HORA DO PASSEIO