<                           

























segunda-feira, 18 de setembro de 2017

NEM TODO DESEJO SE REALIZA

Quando criança ouvia muito sobre o Alladin e a lâmpada maravilhosa. Onde quem tivesse o privilégio de encontrá-la com um esfregãozinho  fazia sair dali um gênio que realizava os desejos, em pelo menos três. Nunca fui muito vaidosa, mas sempre desejei algumas coisas inusitadas, não usuais em minha vida. Quando  bem mais nova conheci uma alta figura do Ministério da Justiça, "meu Comandante", era assim que eu o chamava; pelo posto que ocupava e por denotar sua autoridade. Foi alguém especial à minha pessoa. Um grande amor, enquanto durou.
Depois que comecei a me enveredar pelos caminhos BDSM meus desejos tomaram esses rumos inusitados. Fui despertando em mim uns fetiches que mexiam não apenas com minha imaginação, mas com meu corpo, com minha libido, meus desejos. E, ao ter contato com o mestre pude melhor ir trabalhando essa via de desejos. Nosso primeiro encontro, foi uma sessão praticamente completa. Eu não sabia de nada real, e ali puder vislumbrar nuances da vida bdsm. E confesso: fiquei fascinada. Um misto de sobressaltos e desejos. Não sabia quem era essa fêmea que ali nascia com capas e vestimentas de "putinha" (adoro quando o Mestre assim me chama).
Enfim, no decorrer do tempo a gente amadurece ou não.  Aprendi muito. E como! Ele teve a prontidão em me direcionar por caminhas excepcionais. O que sempre lhe serei grata. Descobri que há em cada mulher, ou em mim um potencial muito relevante para transformar um macho  num poço de prazer ou vice-versa.
Nunca fui perfeita, de fato, falhei e algumas vezes por lapsos de atenção; pequenos detalhes. 
Sempre oriento em postagens como uma serva deve se preparar para uma sessão. Dos cuidados, das preliminares, dos acessórios. Por isso tudo tem que ser costurado com uma certa antecedência, com  as pautas pontualmente  acertadas. Não deixar dúvidas, ou brechas para outra margem  de interpretação.
A questão alimentar é de fundamental importância. Os alimentos devem ser escolhidos de forma que não venha  ser um desconforto no momento do prazer. Particularmente não como nada sólido, por uns dois dias. mas descobri que até nas coisas líquidas se corre o risco de não estar adequada. Um suco como marajá, goiaba, deixam de ser inocentes "líquidos" e se tornam armas pesadas ao estômago, intestino. Aí já era.
Mas para limpezas intestinais pode-se usar de artefatos e terapias medicamentosas que podem resolver esse tipo de problema. Um enema farmacêutico, por exemplo, laxantes, duchas são acessórios que podem compor uma cena ou uma mala. Sugiro que se leve sempre! Eu levo.
Roupas íntimas não vou fazer muita diferença. Até porque, muitos senhores preferem que suas servas esteja totalmente desnudas. Assim facilita o acesso a elas, a seus corpos... Entretanto, não se pode esquecer de outros completos, além do roteiro a seguir; como se deve ir, o que deve se levar; assim, deixa-se o supérfluo e se leva o essencial. Invés de 2, 3 malas, necesséries, bolsas, vai apenas uma com tudo.
Meus desejos são um tanto estranhos, diria eu. Queria o gênio aqui para efetivar meus pedidos. Queria consertar alguns erros, alguns equívocos, alguns tempos que foi escoando pelos dedos no decorrer dessa minha caminhada. Queria estar  com mais assiduidade com o Mestre, com mais intensidade... Não teria apenas 3 desejos. Seriam uma coleção de desejos!
Espero sempre ter a oportunidade de mudar.  E por falar em mudança. Creio que este ano será incisivo em minha vida, em todos os aspectos. Profissional, familiar, saúde, acadêmica, bdsm. Quero fazer procedimentos que exigem sangue frio, sangue quente, saúdes, desejos, vontades... Tantas coisas. Quero mudar de transporte, por exemplo, fazer uma revisão geral, trocar o que preciso for pra deixa-lo prefeito e doar... Já estou a pesquisar há algum tempo um zero km. Se necessário for até mudar de área. Uma vez uma pessoa me disse que sou apegada aqui. Mas não sou. Precisaria de um motivo convincente para me levar para qualquer parte. Hoje estou num momento em que minhas raízes estão mais frouxas.
No entanto, a única coisa que permanece sólida em mim são meus desejos pelo Mestre. Isso nunca muda. Nada muda isso. Fico chateada comigo, com as situações e às vezes até com ele. Sinto-me punida quando  me é tirada a presença Dele. Por  conveniências Dele ou mesmo pretextos meus ou indisciplinado minhas...
Queria realizar meus desejos. Aqueles que discretamente O envolvem, mesmo de longe... Eu sei que Tu bem sabes que meus desejos podem ser fortalecidos com Teus norteamentos... Não me deixe na angústia de Tua ausência, pois isso é punição mais severa que qualquer spanking... ou ainda mais que qualquer dor no corpo!...

Tua serva
ylena


A MARKA DA OBEDIÊNCIA


 Dos toques sentidos
apenas a marka markada ficou...

APENAS ÊXTASES DE UM MOMENTO






Em cada momento 
diferenciados êxtases 




domingo, 17 de setembro de 2017

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

QUAL SERVA NÃO GOSTA?




Como explicar esse gosto gostoso que teu gozo provoca?
Há algo de mágico no toque da boca
Há algo de soberbo no vai-vem
 que alimenta o prazer desta serva...

CADELINHAS

DEIXE-ME

Deixe-me perder no Teu corpo

Deixe-me lamber os Teus pés

Deixe-me acariciar Tuas pernas

Deixe-me tocar Tuas nádegas

Deixe-me beijar o Teu ventre

Deixe-me roçar teu umbigo

Deixe-me sentir teu coração a bater

Deixe-me percorrer as Tuas costas com meu corpo

Deixe-me provar o Teu néctar em meus lábios

Deixe-TE perder-TE em mim!

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

LUGAR DE ESCRAVA... ONDE O DONO QUISER


seja onde for
ou da forma que for

OS RABOS





olha os rabos!

FODA DE BOCA





SENTIR... CHEIRAR...


Sentir...
Cheirar...
Desejar...
Prazerar...

ENCANTOS E DESENCANTOS






Nada mais encantador que a vida BDSM. Defendo isso com unhas e dentes. A dor me fascina de alguma forma. Apesar de não ser masoquista. Não aquela dor inicial, mas, digamos, a segunda dor, aquela que vai esquentando tudo por dentro. O spanking me encanta, me aquece, me deslumbra. Por isso esse desejo intenso em submeter-me a este estilo de dor-prazer, prazer-dor. Vou onde vou. Fico onde fico...
Cada perspectiva são várias malas. Não apenas de objetos de prazer (ou tortura). Mas há também uma parte em que não me prendo muito a dissertar nos posts. É a mala com as coisas pessoais.  Eu preparei a minha assim: sandálias novas, roupas novas, cremes, shampos, sabonetes, muitos perfumes, óleos, maquiagens, secador, ferro, taça,  toalhas, escovas, velas... etc. Tudo visando sempre um a sessão aconchegante.  Sempre tentando acrescer aquilo que nalgum momento tenha sido esquecido.

Estou chateada. E hoje ainda permaneço muita, mas muita chateada. Esmurrando a mim mesma. Porque vejo em mim uma 'putinha vagabunda' boa para ser severamente disciplinada.

Quer saber? Aqui num é lugar de desabafos, mas de excitação. Por isso vou deixar meus desencantos comigo mesma.  Vou fazer o que tem que ser feito e pronto. Acho que vou dar um tempo do blog, também. Não me sinto inspirada...

AQUELAS CORDAS











Aquelas cordas que TU me prendias
era meu grito de liberdade
pois em Ti, mais livre me sentia

livre para Ti
livre para Te servir!

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

LIÇÕES QUE A VIDA TRAZ




Foi muita expectativa. Muito desejo. E por descuido, como aquele fiozinho que escapa da mão. Pluft! Acabou sem nem começar. Ficando assim um misto de tristeza, impotência, raiva, fracasso. Revolta.  Choro, choro.
Apesar dos pesares foi uma grande lição com um aprendizado que nunca será esquecido, por que esta serva aqui, a partir de então fará uma rotação de 360º em tudo. A começar em si, uma mudança radical em todas as áreas. Novos hábitos. Novas posturas. Novos tudo. Vou parar de emprestar minhas coisas para terceiros.  Sempre destroem, danificam.
Ontem tinha feito uma “limpeza”. Um bota fora, mais de 50 pares de sandálias, sapatos e botas para a doação. Objetos de casas,  roupas. Inclusive uma que hoje uso. Por falar em roupa, hoje olhei a roupa que conheci o mestre há algum tempo, anda comigo, agora. Está guardadinha, bem pertinho.  Será que consigo chegar lá de novo? Um desafio.  Por isso novos projetos...
E agora mais do que nunca vou treinar. Vou virar uma serva ‘atleta’ com práticas que sejam aprazíveis ao Mestre. O Mestre é extremamente exigente.  
Recordar é viver, dizem, mas sei lá. Cada vez que recordo, tudo piora. Parece que as coisas ficam mais intangíveis. Recordar... Primeira vez. Primeiro fisting. Primeiro tudo. Há coisas que sempre queremos recordar e outras renovar.Tenho recordado muito ultimamente.
Finalmente, um novo brinquedo chegou. O bastão de massagem; não é lá essas mil maravilhas. Acho que as propagandas são mais enganosas que verdadeiras. Pois a velocidade não é tão velocidade assim. E os efeitos são meio tardios. Ou seja, uma hora depois do uso vi um resultado ‘melante’. E isso permaneceu por mais umas 4 horas. Isso sempre acontece. Dirigindo sem calcinha e a buceta literalmente babando. Minha vontade mesmo era ter o Mestre naquele momento e que ele pudesse ter feito uma conferência daquelas que só ele sabe. Enfim, estou, hoje, triste e com a buceta pulsando aqui, desejando tantas coisas.
Vou providenciar umas “vendas”. Olhos vendados trazem mais tranquilidade em certos momentos. Juro que não faço 'cera' com a dor. Eu até aprecio. A dor inicialmente é perturbadora, mas  depois ela se acomoda com o prazer. O pior é quando tudo da em merda. 
E hoje esta serva está triste e com raiva.  


terça-feira, 12 de setembro de 2017