quinta-feira, 23 de novembro de 2017

EM TIRAS


Para Markar desejos...
Para relembrar o coração
Tiras de momentos
Tiras de prazer...

CÁSPITA!








O dia amanheceu com cara de mormaço. Será que iria chover? Fiquei na torcida que sim. Quem sabe assim o clima tórrido dessa terra feita de sol ficaria mais calmo. Seria bom encontrar o Mestre com muita chuva. Toda “molhadinha”... Não passou de desejo, nenhuma gotícula de água. Sol. Sol. E mais sol.
Foi quase uma surpresa a convocação. Mas como esta serva outrora já repetiu: não importa o tempo, a estação, o horário, o dia, o mês, o clima, lugar... estará sempre à disposição do Seu Senhor quando por Ele for convocada, independente de data;  e será para seu Dono e Senhor, Escrava, Serva, Prazer, Servidão, Felicidade, Devoção e Entrega.
Sempre busquei preservar a vida do Mestre em todos os âmbitos. Por isso friso que jamais O incomodaria. Até porque nunca fui uma serva invasiva. Sempre respeitei os limites impostos pelo meu Mestre. E nem poderia ser diferente! Afinal, existo para trazer alegria e prazer à vida Dele e não perturbação. Obedecendo expressamente Suas ordens.  Até porque nosso envolvimento só diz respeito às nossas práticas BDSM.  Por isso esta serva entende e declara que não espera recompensa pelo seu bom comportamento, sendo este apenas uma obrigação nessa sua condição de serva e função precípua.  Apesar de que o Mestre a Parabeniza no final de uma sessão. Isso é um tipo de recompensa que enaltece a serva. Que quer dizer que de alguma forma o prazer alcançado, o objetivo foi concretizado. Um monte de estrelinhas sai dos olhos da serva em gratidão e felicidade.
Por isso esta serva sempre procurou demonstrar gratidão por tudo que seu Mestre lhe oferece. Desde o Seu tempo, o prazer proporcionado e quando lhe é permitido expressar isso, seja da forma que for. Através de palavras, de gestos ou apenas de um silêncio.
Mas a expectativa de Sua presença é sempre enaltecedora. As sensações são indescritíveis. Ele mexe comigo em todos os aspectos.
O som de Sua presença me faz entrar em desespero de desejos. Principalmente quando não sei o que virá a seguir. Se um carinho ou uma palmada. Se uma mordida ou uma cintada. Se um afogo ou outra ideia... Uma louca cavalgada, daquelas de deixar o coração a quase sair pela boca.
Pensei que sentiria na pele a cor do fogo. A cor da vela a aquecer uns desejos amalucados. Descobri que tenho um pouco de maluquez. Aliás, todos a temos, de algum modo... Mas nada se compara às maluquices consensualizadas, que redundam em prazeres mútuos.  Cáspita! Eu tenho pressa para experimentar tudo o que não foi possível no decorrer de minhas experiências bdsm. Enquanto estou amalucada. Vai que um dia chegue o momento em que seja convencida a entrar na lucidez social...  (difícil!)




quarta-feira, 22 de novembro de 2017

ESSA TUA VOZ




EU SINTO ESSA SAUDADE ABSOLUTA
DESVAIRADA E DESGRAÇADA
- SEM NENHUMA GRAÇA -
ESSE DESEJO INCONTIDO DE TE OUVIR
POR ISSO
ADORO SER TOCADA PELO SOM DA TUA VOZ
PORQUE TUA VOZ IMPREGNA MINHA MENTE

DE TODAS AS FORMAS



 A TI RECEBER

 A TI OUVIR

A TI SERVIR




DOM MARKA

Tu compões a minha vida de tal forma 
que tua ausência me descompõe toda...
Como é bom Te sentir pulsar em mim. 
De todas as Tuas "loucas" formas.
Que a mim enlouquecem também.