<                           

























segunda-feira, 19 de junho de 2017

SENTIMENTOS DE AMOR BDSM

 
 



Há sentimentos e sentimentos!
As pessoas amam. As pessoas desejam.
Todos somos dotados de “feelings”.
Somos carentes de completudes, de outro lado, ou de outra metade.
As metades podem ser refletidas sob diversos prismas.
Há quem precisa de esposa, há quem precisa de escrava, há quem precisa de um dono,  há quem precisa de emprego, há quem precisa de amigos, há quem precisa de estudos...
Eu preciso de Ti...
Sem Tua marka, os dias se tornam longos e “eternos”
Me faz sempre voltar ao canto da esperança, o canto do meu coração.
Tantos planos, tantos desejos, tantos “precisos”.
Como sinto Tua falta Mestre!
Como Te desejei na solidão desse apartamento, recheado de lembranças, pigmentado de markas invisíveis de Ti.
Como o tempo passa! Mas os sentimentos continuam vivos, eternos, ratificados pelos rastros construídos.  
Deu uma saudade desgraçada daquelas! 
Tão intensa que a lágrima rolou, o suspiro aflorou, a mente trabalhou, buscou explicações tentando entender tantos porquês...
Não tem como eliminar de minha essência de fêmea, de serva tudo aquilo que foi markado por Ti.
O amor tem umas coisas que só se compreende sentido-as.  
Eu sinto tantas coisas que gostaria de expressar exclusivamente a Ti!
O livre acesso à Tua presença para ‘desabafar’ ainda é muito limitado. Queria mesmo conversar, blá-blá-blá... Mas até nisso  fui me adequando para satisfazer Teu gosto silente.
Não, não existem sentimentos expressos de forma perfeita. A única coisa perfeita é o amor. Por amor movemos montanhas, tiramos obstáculos. Por amor matamos (a saudade);  por amor morremos (de saudade).
É eterno o amor, por isso não esquecemos quem amamos. Por isso, eu nunca Te esqueço Mestre!



Nenhum comentário:

Postar um comentário