Mostrando postagens com marcador CONTOS - ENCONTROS. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador CONTOS - ENCONTROS. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

OS PONTINHOS...

 


Vejo que este ano está carregado de “pontinhos”. Isso me excita e me incentiva. Então, passeando por eles, Tu me apareces com o maior de todos os desafios já visto e tido por esta serva! Me evocando, me convocando, me desafiando a ir em busca desse prazer fascinante, só que agora em outra direção, em outra dimensão. Eu adoro desafios, quanto mais vindo carregados de markas, enunciados de e embebidos de indecências...

Desafio dado, desafio aceito! 15/01.


sábado, 30 de dezembro de 2017

CHEIRO DE DEVASSIDÃO...


Eu, ali, toda pronta para Te receber, exalando esse cheiro de depravação, de devassidão, de puta vadia louca por ser usada por Teu prazer... alucinadamente, em ritmo cadenciado. Tu Te adentras e eu sinto Tua devassidão esperada, deliciosamente desejada por todo esse tempo, por todo momento a qualquer momento... Então tomas-me para si e vejo em Tuas ações o que palavras nem precisariam dizer: eu sou Teu construtor e tu és minha putinha!

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

ESCRAVA DO DESEJO






Sou sua escrava!!! Sem palavras,
apenas em versos, te assanho,
você me domina!!! Meu fascínio,
acorrentada te imploro!!! me ame.
Me traduz em vírgulas e línguas,
seja meu sinhozinho e me prenda.
obtenha-me por dois vinténs!!! Me retém,
faça do meu sexo seu reflexo.
Sua fábula literária.
Requisita-me para sua cama!!! Perdição,
sou sua escrava dourada de sol,
seja meu dono!!! Me ponha no chão,
seduz meu corpo pelo riacho afora.
Me deixa desfeita pelo pasto,
uma sintonia da natureza!!! Perfeita sedução,
me possua no mato e me tira do anonimato,
Sou tua escrava e sua paixão.


(Soraia Ciganita)



 


sábado, 4 de novembro de 2017

COMEMORAÇÃO DOS SENTIMENTOS

 
(Maria Helena Chein)

Olho-te com meus olhos
e te encontro
nos meus cantos e muros,
enquanto me dispo
para beber teu beijo.

E te recebo, voraz,
testemunhando tua geografia
de picos e sulcos,
por onde me deito, pomares,
e alcanço todos os horizontes;
nos frutos que me dás,
entre uvas e amoras,
escorre em minha boca
tua doçura de flauta.

Tomas posse dos meus respiros,
do meu ventre de lua em suores;
tomas posse do meu corpo
e em tua concavidade
eu me solto e me vou
No retorno te contemplo
e te bebo mais ainda,
entre silêncios e vinhedos,
onde o único som
é o do nosso fruir.

Te descubro e me acendes
e nossa igualdade é a descoberta
de tumultos e vontades.
Eu, em teus alicerces,
tu, em minha luz,
nos resguardando
das amarras ou divisões
para não nos perdermos
em atavios ou cinzas.

E se te bebo mais ainda,
me beijas e me esparges
com teu vinho...





segunda-feira, 16 de outubro de 2017

ENTRE O FOGO E A ÁGUA


  
 



entre o fogo e a água
entre o desejo e o prazer... 
é um fogo que queima
é uma água que esquenta
é uma mão que marka...
são momentos de vida
que traduzem fortes emoções...

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

TUA MARKA COMO PRESENTE!




Tu vens chegando de mansinho, como quem nada quer, querendo tudo...
E vai me envolvendo, me seduzindo, me prendendo em quereres que não dependem de mim
eu fico toda ouriçada, esperançosa...
No meu imaginário és Tu que eu vejo
é Teu sabor que eu sinto...
fico fazendo contas de dias,
somo, retrocedo, subtraio,  
(aumento saudades)
tento diminuir dias...
Queria comemorar Contigo. Não sei bem quê. Mas queria. 
Só para ficar registrada bem na memória uma data especial, inesquecivelmente markante, porque contigo tudo MARKA
Vês minha mente?
Quanto tem de Ti! Quantas markas registradas, desejadas...
É... Dói  desejar e não poder...
Queria-Te em mim, queria-me em Ti...
Sinto dores no coração e nas lembranças,
e nessa desgraçada saudade que maltrata,
Como penso em ti! Como te queria aqui, pertinho, chegando de mansinho ou na tua impetuosidade...
Quem sabe eu indo lá longe ou lá perto,
desde que Tua marka estivesse presente... como PRESENTE!