<                           

























Mostrando postagens com marcador CUIDADOS VIRTUAIS. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador CUIDADOS VIRTUAIS. Mostrar todas as postagens

domingo, 6 de agosto de 2017

FEITO SUOR...


Ulisses Reis® 07/2017 Para Seduceme/Ylle

“Não gosto de parceiros,
nesta posição seria eu de ti inteiro,
mas quem disse que você não me inspira,
vais ver e sentir que tua presença é sempre algo muito mágico
e que em poesias vou de desfrutar cada centímetro de tua pele morena e que como o sol farei moradia nos teus poros,
e assim o calor natural que envolve,
vais grudar feito suor . . .”


 obrigada poeta pelas belas inspirações. Saudações.

 




domingo, 30 de julho de 2017

PARA SENTIR




Para sentir
para eu sentir
para tu sentires
para nós sentirmos

sensações de gozo
sensações orgásmicas
sensações de sensações...

Como sempre
anelo Te sentir, meu amado Mestre!

tua serva

quinta-feira, 13 de julho de 2017

COMPROMISSO CONTIGO



 


Eu tenho um compromisso com o prazer

Eu tenho uma aliança de servidão contigo

Um pacto em te servir

Se assim não for...

Tirem-me todos os prazeres

Tirem-me o desejo em Te servir

Tira-me desse mundo que me fascina

Sem Ti não há razão

Sem Ti

Não há pactos, não há entrega

Não há “EU”

Não há a submissa

Não há a escrava

Não há os desejos...

Não há NADA!

Só um vácuo...

Um silêncio

Preenchido de nada

domingo, 25 de dezembro de 2016

O QUE FAZER APÓS UMA SESSÃO?!




Uma sessão entre Senhor e serva é o ápice do BDSM. Mas depois que tudo acontece, todas as cenas, todas as satisfações, todas as externalizações de prazeres o que acontece? Cada um vai para seu lado  e deixa tudo, certo? Às vezes.
Uma preocupação minha é não deixar nenhum vestígio do que aconteceu ali. Não fica absolutamente NADA.
Nenhum lixo. O que não foi possível dar descarga no vaso do banheiro, vai para um saquinho, uma sacolinha plástica, bem acondicionada, amarradinha para quando no final, indo embora seja levado e descartado num local bem distante do ambiente da sessão. 
Nenhuma submissa ou dominador pode se descuidar e ir deixando pelo quarto, sala, seja onde for objetos usados na sessão, como luvas, camisinhas e seus invólucros, velas, restos de cordas, papéis diversos, seringas, etc.
Já imaginou a sub esquecer um de seus brinquedinhos, como seu cacete de silicone caído no chão, debaixo do travesseiro, em cima da cama? Não seria nada bom isso! É gravíssimo. Passível de severas punições.
 
 
Então, minhas caras colegas, caberá a você ter esse cuidado para com seu senhor. Portanto, daqui pra frente você ficará atenta para deixar o ambiente do encontro super, mega e ultra limpo de vestígios de uma sessão. Principalmente em motéis, hotéis, sua casa, casa dele...
Bem, é minha opinião particular. EU não deixo nada. Levo tudo, para que meu Mestre fique tranquilo. Ele não precisa ocupar sua mente com isso, né? A responsabilidade desse cuidar é sua, sub.
Desde o dia em que eu O deixei esquecer um pacote no nosso primeiro encontro nunca mais permitir ficar nada. E isso só aconteceu porque eu não O vi esse pacote em suas mãos. Raspo tudo. Fico parecendo um aspirador de pó, saio catando tudo pelo chão, pelas camas, pelas mesas, cadeiras, geladeiras, banheiro, por onde tiver algo. E se o seu mestre fuma, cate os tocos dos cigarros. Já que, com certeza, você servirá de cinzeiro, quer na boca, quer nas mãos... Segurança, Cuidado e Responsabilidade para todos.
Por isso sugiro o uso de uma mala de tamanho médio, coloque ali seus acessórios, cada um dentro de um depósito, separado por temas: grampos, prendedores, coleirinhas, camisinhas, luvas, fitas adesivas (das boas), cremes penetrantes, cordas, barbantes, velcro, etc.
Essa será sua mala de viagem BDSM, seja discreta, não use uma mala colorida, cheia de neon, de 'patricinha', ou como se fosse viajar para a Europa, é uma coisa simples, sem chamar atenção. 
O Mestre sempre me orientou a ser discreta,  e olha que mudei muito, pois andava parecendo uma árvore de natal, levava todos os enfeites em mim (ri-me). Dos pés à cabeça. Cada dia aprendo mais com Ele. Ele sabe das coisas. 

Ah! Noutro momento falarei sobre a taça do prazer...



quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

O TOQUE, O ALIMENTO...





que maior prazer poderia uma serva ter senão ter o mestre amado, o sr adorado a lhe alimentar?
seja qual for a forma que venha o alimento:... 
num suculento gozo ou num simples biscoito água e sal...

ORDENHAMENTO...




Aprendi que ordenhar "é tirar o leite", literalmente. Assim como se faz na cabra, na vaca, etc.
Só que ordenhar um cacete, especialmente o cacete de seu senhor é algo muito sublime, ímpar e acima de tudo prazeroso. Pois é dali que emana todos  os desejos e satisfação.  De ambos os lados.
É super gratificante ver o líquido  liquifeito,  minando em visco, convidativo ao toque e à boca, já pré aquecida pelo desejo de sentí-lo naquele vai-vem que faz crescer, engasgar e sempre com o latente desejo de querer cada vez mais dentro da garganta...
Não apenas se ordenha, mas tem que se ordenhar direito, bem feito, para que possa de fato, provocar todas as sensações de satisfações e gozos...
Quero ordenhar-Te, mestre!

 

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

CHÃO DE GIZ



Zé Ramalho
Eu desço dessa solidão
Espalho coisas sobre
Um chão de giz
Há meros devaneios tolos
A me torturar

Fotografias recortadas
Em jornais de folhas
Amiúde! Pois existe
Um grão-vizir
Há tantas violetas velhas
Sem um colibri

Queria usar, quem sabe
Uma camisa de força
Ou de vênus
Mas não vou gozar de nós
Vou a nocaute outra vez
Pra sempre fui acorrentado
No seu calcanhar

E isso explica porque o sexo
É assunto popular
No mais estou indo embora!

segunda-feira, 16 de junho de 2014

QUERIA ESTAR CONTIGO, MEU MESTRE E SR!

O dia amanheceu 
e todas as lembrança foram para ti..
onde estás?
tantas datas legais, especiais já se passaram 
e eu que queria apenas contigo estar...