Mostrando postagens com marcador ENEMA. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador ENEMA. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

BDSM DE QUARTO




Chamo de “submissão de quarto”, a relação que interessa somente àqueles que são seus participantes, onde todas as fantasias são permissíveis, intrigantes e acima de tudo prazerosas, erotizadas pelo poder outorgado; em que a busca pelo prazer não precisa ser literalmente genital, sexual, mas pode ser aquela busca onde há uma vasta exploração da mente, através do domínio psicológico e do domínio  emocional, porque é justamente na mente que reside os canais que podem manipular as reações do corpo. O BDSM erótico e consensual é vinculado à entrega e não à prática do sexo, exclusivamente, e é repleto de fetiches e outras práticas que elevam a prazer, trás saciedade, satisfação e felicidade.
O que dizer então de quem tem os olhos vedados; como se estivesse num “blind date” – encontro às cegas? Não sentiria essas reações, já que há privação num dos seus sentidos? Digo que é justamente aí que o impacto emocional é mais intenso, pois várias reações desencadeiam-se, pela sensação da espera.
        Para somar o prazer nesse momento de BDSM de quarto, nada como os apetrechos sexuais que compartilha e praticamente fazem parte desse ritual de prazer em todas as sessões.
Recapitulando que tudo deve ser absolutamente conversado, combinado, conferido, acordado e fortalecido por aquele “contrato” que aqui já postei (o meu), assim as partes têm um referencial para nortear os limites de cada um, porque o contrato bdsm uma vez aceito entre as partes, cada um tem sua responsabilidade, por exemplo, a serva é serva, é a submissa de seu Senhor em qualquer circunstância. Até porque improvisações não combinam com prazer certo. Confira sempre seus objetos e acessórios – aqueles que complementam seu prazer e deixe as surpresas por conta do que ocorrerá a cada ‘tormenta’ do momento...
       
"O único caminho para o coração de uma mulher
é pelo caminho da tormenta"
- Marquês de Sade -

Muitas práticas não são conhecidas por todos, tanto por Dominadores quanto por submissas; no entanto a posição subserviente da submissa não lhe respalda exigir essa ou aquela prática para servir ao seu Dono; Ele é quem, de fato, conduz o momento, a sessão (dentro do bom senso, claro).
O prazer sai do cérebro para ser concebido em nossas zonas erógenas, e para que o mesmo seja mais enfático, nada como alguns complementos, que variam entre vibradores, cordas, velas, chicotes, grampos, entre outros elementos. Eu tenho uma ‘mala’ com alguns prazeres, que fui organizando no decorrer dos anos. E cada vez mais a gente percebe que poderia acrescer algo novo. Adquiri um massageador/vibrador e um plugão!... Então fui brincar...

terça-feira, 24 de outubro de 2017

REBUSCANDO MEMÓRIAS








Rebusco no interior da memória aqueles momentos que foram markados com Tua presença. Lembras-Te, Mestre? Alguns inusitados como a “confiscação do celular”, outros atrevidamente provocantes  induzidos por mim, como sentir “Tua ira” [sabia que até adoro Te ver zangado?], será  que isso é para instigar Teu lado sádico e  regar meu masoquismo light? Tuas ordens são simplesmente alimentos, descumprí-las não é sinal de desobediência é pura provocação de desejos, desejos em sentir-Te... como ao ser recebida com aquela deliciosa bofetada.  
E assim, vou descobrindo em mim uma fêmea submissa com nuances masoquistas.  
Rebuscando e revivendo no mais escondido, no cantinho  das lembranças, Tuas markas.
Sempre desejosa em saber por onde Tu andas, onde Tu estás, o que comes... Rodo cada  canto, em dias  alternados, diversas vezes e nada de Tua presença.
Sabia que quando Te encontro eu é quem sou beneficiada? Adoro-Te, Mestre! Será que não percebes tantas markas?: Tuas markas, markas de saudades, markas de ausência, markas de presentes lembranças...
Lembra-Te: nunca será esquecido quem passa pela vida de alguém. E Tu nunca, mais nunca serás esquecido em minha vida! Esteja onde estiver; pode ser aqui mesmo, pertinho dessa saudade maldita que vai markando meus dias durante todo esse tempo; me fazendo  avançar, me fazendo retrair, me fazendo desistir, me fazendo prosseguir... Mas não consegue me fazer de Ti esquecer... ou lá - onde quer que seja esse "lá"...











quarta-feira, 4 de outubro de 2017

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

TANTAS FANTASIAS


 Desenvolva e realize a sua!

Aqui,
 a serva é tanque de receber prazer...
e de dar prazer... 
Enfim...
o importante é que 
todos saem ganhando,
 satisfeitos e felizes...

sexta-feira, 25 de agosto de 2017

AVASSALADORA


Gonzaguinha

Avassaladora
Senta no meu colo
Lambe meu pescoço
Morde a orelha
Enfia a língua
Por entre meus dentes
Tomando toda a sua boca
Ela louca muito louca
E ele adora a sua mão
Apertando o que deseja
Com calor e com carinho
Ensinando o caminho
Da loucura e acabando
Com seu medo de não poder
E o macho
Se solta se larga
Se acaba na mão da rainha
Com todo prazer
E o macho
Explode num grito de gozo
Na mão da rainha
E desmaia de tanto prazer

domingo, 23 de julho de 2017

DESEJOS LASCIVOS


É em Teu corpo
que me encontro e me perco
É em Teu corpo
que realizo
os meus sonhos profanos,
É em Teu corpo que navejo
É em Teu corpo que arfo de desejos
e deliro de tesão
É em Teu corpo
que faço minha lascívia florescer
É em Teu corpo que trilho
quando quero prazer
eu bem sei que Teu corpo
é minha perdição...

mas também é minha rendição.

segunda-feira, 19 de junho de 2017

LOUCURAS E PRAZERES BDSM





Por trás desta saga BDSM: 
já viajei para longe
já viajei para perto
já conheci dominador
já conheci submissa
já andei sem calcinha
já andei com plug
já rebolei, 
já usei salto alto
já andei descalça
já andei de avião
já andei de táxi
já andei de ônibus
já andei de moto
já andei... simplesmente
já fui sem saber pra onde 
já conheci lugares
já fui presa com cordas
já levei cintadas 
já levei palmadas
já levei bofetadas
já passei fome
já comi  
já comi o que não quis
já comi azeitona
já senti o sabor do gozo
já gritei
já gemi
já calei
já fudi em hotel
já fudi em banheiro
já fudi em motel
já levantei de madrugada
já levantei meio dia
já chupei cacete
já beijei pés
já fui sodomizada
já fui embocetada
já fui encacetada 
já fiquei encharcada
já fui fistada
já fui mijada 
já fiz enema
já passei frio 
já fiquei na chuva
já andei no sol
já sangrei
já mijei
já chorei
já sorri
já gozei
já tremi
já suspirei
já inventei palavras
já fui desprezada
já fui desejada
já fui beijada
já fui usada
já fui amada...
já fui markada... 

Mas nunca desisto!