<                           

























Mostrando postagens com marcador ENEMA. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador ENEMA. Mostrar todas as postagens

domingo, 23 de julho de 2017

DESEJOS LASCIVOS


É em Teu corpo
que me encontro e me perco
É em Teu corpo
que realizo
os meus sonhos profanos,
É em Teu corpo que navejo
É em Teu corpo que arfo de desejos
e deliro de tesão
É em Teu corpo
que faço minha lascívia florescer
É em Teu corpo que trilho
quando quero prazer
eu bem sei que Teu corpo
é minha perdição...

mas também é minha rendição.

segunda-feira, 19 de junho de 2017

LOUCURAS E PRAZERES BDSM





Por trás desta saga BDSM: 
já viajei para longe
já viajei para perto
já conheci dominador
já conheci submissa
já andei sem calcinha
já andei com plug
já rebolei, 
já usei salto alto
já andei descalça
já andei de avião
já andei de táxi
já andei de ônibus
já andei de moto
já andei... simplesmente
já fui sem saber pra onde 
já conheci lugares
já fui presa com cordas
já levei cintadas 
já levei palmadas
já levei bofetadas
já passei fome
já comi  
já comi o que não quis
já comi azeitona
já senti o sabor do gozo
já gritei
já gemi
já calei
já fudi em hotel
já fudi em banheiro
já fudi em motel
já levantei de madrugada
já levantei meio dia
já chupei cacete
já beijei pés
já fui sodomizada
já fui embocetada
já fui encacetada 
já fiquei encharcada
já fui fistada
já fui mijada 
já fiz enema
já passei frio 
já fiquei na chuva
já andei no sol
já sangrei
já mijei
já chorei
já sorri
já gozei
já tremi
já suspirei
já inventei palavras
já fui desprezada
já fui desejada
já fui beijada
já fui usada
já fui amada...
já fui markada... 

Mas nunca desisto!



terça-feira, 30 de maio de 2017

AGENDA



A atenção é um dos sinais de alerta em várias instâncias:  governamental, em trânsito e também para comunicar. Aqui, a AGENDA é para direcionar somente para os posts onde se encontram os roteiros - sejam quais forem...
Roteiro melhor seria seguir Teus passos, seguir Teus desejos...Seguir Tuas taras...
Como gostaria de que isso acontecesse. Enfim. 
Quando possibilidades acontecerem quero comemorar todas as comemorações possíveis. De dia de escrava ao dia de ações de graças. Contigo, qualquer dia será dia de comemorar, sempre. 
Contigo meu céu, minha tranquilidade se torna em ebulição, em larvas, em vulcão, um inferno de seduções; Contigo meus infernos se acalmam, se refrigeram, se alegram, se molham de tesão.
Fiquei aqui pensando: será que o mestre aprecia sucos? 
De pensamentos em pensamentos, voltando para lugares antigos e sempre na espreita de que meus olhos possam contemplar o que o coração jamais esquece: meu amado Mestre e Sr.
tua eterna serva ylena

segunda-feira, 20 de março de 2017

quarta-feira, 15 de março de 2017

PARA TODOS OS GOSTOS


Para todos os gostos
para todas as sessões
para todos os prazeres
para todas as imaginações
do tamanho do seu desejo
da espessura do seu fetiche... 


terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

ENEMA - PUTZ!



Eu não sabia o que era esse tal de ENEMA. Tinha lido alguma coisa a respeito em  depoimentos BDSM. Aí fui atrás. Queria saber, queria fazer... Fui à farmácia e comprei o Fleet Enema. Segui todas as instruções e me lasquei, odiei. Pra nunca mais.Espero...
Mas aí, me lembrei que uma vez na vida, em um tempo bem remoto, fui fazer um exame onde o médico tinha pedido para eu usar um medicamento, era um tal de Fleet Enema (ou Microlax), que também é chamado de enteroclisma ou clister; esse kit de enema é comprado em farmácia, e hoje deve custar uns 50 reais. Ele tem funções médicas, laxativas, principalmente quando se sofre de prisão de ventre, mas por outro lado, tem também função BDSM. É o deleite de muitos dominadores que quer um sub com o cu limpinho, sem correr o risco de dá 'em merda' a sessão. Podendo desfrutar dos sabores e bons odores do corpo. 

O enema limpa o intestino. Elimina fezes. É usado no reto, claro, e provoca uma cólica desgraçada, de ver estrelas. Depois que você usa o líquido no cu, espera dar o efeito, segurando o máximo possível, para que possa, como um tsunami, ir varrendo e limpando tudo dentro do intestino, provocando aquela diarreia,  liberando toda prisão. Se feito de duas vezes, não fica nem  a alma dentro da pessoa (ri-me - nesse meu humor que o mestre não aprecia muito).
O enema não deve ser feito mais do que 1 vez por semana, pois pode causar diarreia crônica, por exemplo e pode devastar a flora intestinal.
Por isso vá para outras alternativas, como já te contei aqui. Com o uso do leite de magnésia - que pode fazer um efeito enema só que mais devagar, leve, suave, mas com eficácia, também, além de associados a comida leve, sucos, água, etc.
Voltando ao enema, a melhor parte que achei foi enfiar aquele troço cu adentro, aproveitei para me deliciar, me esfregar toda, enquanto ia empurrando, como se fosse um bom cacete, e quando já enfiado tudo o que foi possível, dá um tempo - o quanto se aguentava, para então liberar o líquido e os resíduos no lugar errado.
Logo após, ainda fiz uso da ducha com bastante água até encher a barriga e depois expulsar tudo de dentro de mim. Tudo limpo e cheiroso.
Claro que se pode usar qualquer  objeto para introduzir o líquido no reto. Tipo "seringonas", mangueiras, funil.  A posição preferencial é deitada. E se for como soro, lentamente (tortura total), o frasco tem que ficar numa posição mais elevada.
Essa ideia abaixo é bem legal, um CACETE  para enfiar cu adentro...Até eu gostei. Como não tinha pensando nisso antes?


 

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

MEU MESTRE, A CHAVE DO MEU BDSM




 
Ele tem a chave que abre meus desejos, meu coração, meus fetiches...
Ele me alimenta com seu prazer, rega as fantasias que Ele construiu, desejou, empossou...
Ele tem acesso irrestrito a mim, à minha vida, em quaisquer âmbitos. É só querer (ou não)
Me vira do avesso, me torna em verso, em fêmea, em mulher, em escrava,
ou simplesmente em nada, uma coisa qualquer.
Ele me domina, me usa, ou não, faz e desfaz...
entra ou sai de mim,  tira ou bota, abre ou fecha,
não tem um lugar próprio, é onde Ele quiser.
no chão, na cama, na cadeira, na mesa, no vaso, na pia,
Aqui, ali, acolá..
invade com permissão, sem permissão.
Bate e acarinha, alimenta ou não permite comer...
É este Dominador que eu desejo em mim, enchendo tudo com Suas Markas!



Que às vezes penso ser irreal, apenas metáfora de meus desejos
Pois tão fugidio é, que causa uma pequena raiva,
sem no entanto mortificar  esse plantel de desejos bdsm que Ele mesmo em mim incutiu.
É este Dominador que me faz ranger os dentes, que me faz gemer assim baixinho  como se fosse um sussurro, tipo um hummm esticado e sufocado
Que provoca em mim dores na pele, dores no coração, dores no meu interior. E um prazer DESGRAÇADO, QUE ME FASCINA! É meu Adestrador - um adestrador de escrava.
É esse dominador que marka meus olhos de desejos, de viver o BDSM sem frescura, sem limite
É desse Dominador que me alimento a cada dia, que me inspira a colocar em forma de letras, palavras e textos as expressões máximas de minha condição de SUA serva. Foi onde Ele me levou a ser. E eu vibro e agradeço por isso. Soluço de contentamento.

Mestre, estou feliz!, o Sr nem imagina o quanto! Aliás, eu sei que o Sr imagina e viu como estou vibrante!







sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

I - A MAIOR DE TODAS AS EMOÇÕES!




Ciclo
Jorge Vercilo

Eu não sei o que me domina
E mesmo assim não penso em me livrar
Num fascínio de alma gêmea
Você em mim constrói o seu lugar
O amor se fez me levando além onde ninguém mais
Criou raiz, ancorou de vez, fez de mim seu cais
 
A escravidão de uma fêmea bdsm não é um jogo, não é uma brincadeira. É coisa séria, de fato. Que requer não apenas desejos, entrega, mas compromisso, responsabilidade. Pois é uma condição de vida que somente quem está apta e disposta a aceitar pode entrar.
Eu entrei.
Não é uma relação apimentada, como muitos o fazem; ser submissa não é o mesmo que ser namorada, esposa, ou família. é algo  que requer uma postura e posicionamento com muito mais  zelo.
Somente uma dedicação exclusiva ao prazer é capaz de fazer uma fêmea, totalmente despudorada, não pela vulgaridade, mas pela ausência das frescuras que poderiam empecilhar uma relação dessas.
Como faço em relação a comidas:
Sempre com 4 dias antes  se começa a preparação. Redução total de proteínas e carboidratos. Nada de carne, nada de massas. No terceiro dia as porções também diminuem; as refeições, quando há, são totalmente liquidas: sucos, caldinhos (sem carne), além de um frasco de leite de magnésio para fazer um falso enema, mas limpa tudo, além de uma boa ducha intima. Já no segundo dia, apenas  uma fruta por refeição. No penúltimo dia, somente água.  E no dia "D", absolutamente nada,  apenas uns goles de água. Isso se o Mestre permitir.
Se se aguenta?! Sim, se aguenta!
Essa é a figura real da serva entregue, subjugada, consciente de seu papel de serva que sabe que não manda mais em si mesma. Não é dona de seus quereres ou vontades, pois agora ela está literalmente à disposição do seu dono, do seu senhor, do seu mestre. E isso é o suficiente.
Naquele momento sublime de inquirições, de perguntas com respostas indubitavelmente certas, sem titubeações, sem receios, medos ou desconfianças. Na maior de todas as simbologias de um momento espetacular, único, regado pela sinceridade, verdade e confiança mútua. Apenas a voz do Mestre é quem domina o momento, é quem comanda a ação.
Enquanto calada, ouvindo com os olhos cada palavra, a serva não sabia se eram reais ou estava embriagada pela emoção; traduzida  através de um corpo que tremulava convulsivamente, banhando-se e se desmanchando em suores de emoções, expectativas, pensamentos que passeavam por passados, presentes e aspirando um futuro markado com todas as markas possíveis daquele que tinha o dom de mexer, desfazer, refazer, construir e desconstruir seus desejos. Ela foi calada pelo silêncio. Ali, na sua bela excitação, coração palpitante, pode receber o maior troféu, a melhor medalha, a comenda mais ansiada por uma fêmea submissa: o título de SERVA.
Sim, agora era muito mais que uma simples mulher, era uma serva, eu, serva yllenah. Sempre e ilimitadamente à disposição do prazer do meu senhor e meu mestre.

 



CONTINUA...