<                           

























Mostrando postagens com marcador FANTASIA. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador FANTASIA. Mostrar todas as postagens

sábado, 22 de julho de 2017

TEU RITMO



Invado minhas carnes quentes,
negras, morenas, brancas, vermelhas, multicor
inundo os dedos de prazeres,
pensando em Ti
o vai-vem da minha mão
parece uma onda do mar
em ritmo quebrado:
ora intenso, ora calmaria...
Mas é em Teu ritmo que navego!
é em Teus mares que me afundo de tesão...
Sempre!


quarta-feira, 19 de julho de 2017

SILÊNCIO



Eu pensei que palavras
Sentimentos traduziam
Mas foi no silêncio do meu amor
Que revelei tudo o que por Ti sentia.
Pois sempre Te ouvi com meus olhos
Sempre Te apoiei com meu sorriso.
Minhas mãos falavam de amor
Quando em Teu corpo tocavam
Não precisei emitir som
Para dizer-te: EU TE AMO, MESTRE!
Meu silêncio sempre falou mais que a minha voz...
O Teu olhar me conduzia,
servia de alento para minha vida.
Do Teu querer tornei-me cativa,
E sem palavras,
fomos traçando nossos destinos...
juntos... ou mesmo longe...
em silêncio... ou com o som da presença...
eternamente...
calada, mas cheia de sentimentos...




terça-feira, 18 de julho de 2017

VERTENTES DO BDSM


Não venham me dizer que vocês também não sentiram curiosidade em  assistir ao filme 50 Tons de Cinza, diga-se um sucesso mundial de cunho BDSM? Senão, pelo menos ler o livro ou as sinopses? 
Então por ali dá de ter uma ideia como é fascinante o mundo BDSM. Não é uma prática de pessoais consideradas 'anormais'. Esse fetiche não precisa necessariamente ser uma relação marcada pela violência.  Inclusive qualquer tipo de violência é repudiada pelos adeptos, pela comunidade bdsmista mundo afora. Também não é um sexo alternativo", picante. É um conjunto de comportamentos que reduzidamente chamamos de sadomasoquismo ou SM.
Viver BDSM é viver o prazer! Podem crer! E com muita segurança, ÓBVIO. Até porque tudo tem que ser absolutamente consensual, por isso, em geral, firmam-se até Contrato de Relação BDSM. Já publiquei um aqui neste blog, em 16/06/2017. Tudo tem que ser SSC (São, Seguro, ConSensual), com respeito; por que mesmo que na visão de alguns seja "um jogo", envolvem vidas, sentimentos, pessoas; e cada pessoa tem sua história, tem sua construção. E nenhuma parceiro tem o direito de colocar em risco a construção de vida de seu par.
Assim, também, mesmo que haja por parte de um dos envolvidos a total entrega, a total permissão para certas  cenas ou práticas, o bom senso e a lucidez ainda devem prevalecer.
Há inúmeros atos que não concordo e não estaria disposta a praticar. Por isso o 'contrato e a palavra de segurança (safe word), que é necessária quando numa 'sessão' houver algum problema, alguma discordância ou ainda a não completude da cena. Às vezes a submissa não está pronta para ir até o final, ou o Dominador não se sente seguro para continuar. Quaisquer que sejam os motivos tudo pode ser interrompido quando representar qualquer tipo de risco para as vidas. É necessário ter uma base sólida, boa.
Além de que ninguém sai praticando BDSM por ai à toa. Tem que ter confiança e conhecimento das partes envolvidas.  A saúde tem que está perfeita (de preferência), as condições mentais, emocionais, entre outros. Ou seja, é algo extremamente seguro, pois várias tangentes são observadas para poder prosseguir. E um dominador sério, leva também a coisa muito à serio. Não é apenas fetiche, é um praticante em seu estilo, em suas ações.
Cada um se 'especializa' naquilo que lhe agrada; há fetichista em chicote, outros em bondage, em velas, em podolatria, etc. 



É extremamente relevante que os pares sejam pessoas adultas.
Existem literaturas específicas sobre o assunto. Por exemplo, no livro Dicionário de Fetiches  e BDSM, de Agni Shakti, revela que "quem pratica o BDSM deseja obter prazer sexual através de trocas eróticas de poder, envolta em uma séria de desejos, que podem ou não significar submissão, punição física e/ou psicológica e outros meios".
Há incontáveis filmes com esta abordagem, como: Secretary, Instinto selvagem, 9 e meia semanas de amor,  Ata-me, 50 tons de cinzas, A bela da tarde, Juiz SM, O amor é uma grande fantasia, Maitresse, A pele de Vênus, etc. Além de filmes, há uma vasta literatura e músicas com a temática SM.
Mesmo com tanta gente escrevendo sobre o assunto, filmando o assunto, vivendo o assunto, ainda acho interessante as óticas que muitos ainda possuem sobre o BDSM. 
Desafio-os a entrar e se entregar, a conhecer,  indo bem de leve. Encontre seu parceiro. E veja depois  o que acontece. A extrema maioria quer continuar se aprofundando mais ainda. Poucos desistem. Porque é bom. É emoção. É vida!


sábado, 15 de julho de 2017

TANTAS LÁGRIMAS CHOREI

Thais S Francisco

Tanto já chorei longe de ti,
Que me fundi, às águas do rio
para com ele, seguir mundo afora
a procura deste teu olhar que me fascina,
do teu perfume que me inebria,
de teus abraços, que me acalentam,
dos teus beijos, que os meus adocicam,
do teu mel, que me lambuza,
do teu gozo, que me enlouquece
e me envolve no prazer deste louco Amor!...
Em qual margem estás?
Roça tuas mãos nas águas deste rio,
fazes arrepiar minha pele,
tal qual, encrespas as águas correntes,
com o toque de tuas mãos.
Aumenta o volume destas águas,
mistura teu mel ao meu,
vamos juntos, chegar ao mar,
onde o rio, suas águas descansa,
e que, em lençóis espumantes,
aconchegará nossos corpos,
para o repouso dos amantes!...

quarta-feira, 12 de julho de 2017

MINHA VIDA: ETERNA DECLARAÇÃO A TI!







Minha vida subserviente 
é uma eterna declaração de amor
 ao meu Sr. Dom Marka.
As palavras 
são apenas ratificações
 do que há 
em meu coração.
Eternamente Tua serva
ylena

segunda-feira, 3 de julho de 2017

DILATAÇÃO

Hoje dormi e amanheci Contigo em meu pensamento
Claro que isso não é novidade na vida desta serva
Mas descobri  uma coisa interessante: minhas pupilas dilatam quando penso em Ti, quando olho Tua imagem.
Descobri que as pupilas aumentam quando estamos em estado de excitação, de alegria...
Mestre, estou sempre de pupilas "esbugalhadas" quando penso em Ti
E como numa sinfonia orquestrada, várias outras reações encadeiam meus sentidos:
minha pressão e respiração aumentam; o meu coração acelera, a boca fica seca...
Isso é muito bom, revela-me que há uma serva viva dentro desta fêmea.
Obrigada, por Tua presença, meu Senhor. 
Isso dá um incentivo desgraçado em continuar.
Tu tens o poder de me dilatar sem estar presente, 
quanto mais estando em Tuas mãos...
Aberturas e dilatações totais!

CÁLICE






O que eu quero?! 
O mesmo que Tu queres:
horas e horas represadas
em puro tesão, prazeres e dedicação.
Um cálice sem que ninguém tenha de calar-se.
Com gemidos e gritos...
gozos escorridos e colhidos
como  brinde de celebração!

 

 

quarta-feira, 28 de junho de 2017

segunda-feira, 26 de junho de 2017

LIMITES DE UMA ESCRAVA



No mundo das relações Bdsmistas Senhor e serva ou escrava mantém vivo um código de conduta que deve ser respeitado, pelo menos no meio, por isso alguns firmam um Contrato de Relação BDSM. Eu e o meu Mestre Sr. DOM MARKA temos o nosso. Ali são descritos os limites de cada um, especificamente da escrava, pois querendo ou não o contrato de servidão é dela. É ela que declara o que quer, o que pode e o que não pode fazer. Claro que em comum acordo com seu Senhor.
Mas há sempre algumas cláusulas que são extremamente desafiadoras,  novas, desconhecidas...
Podem surgir situações em que a serva poderia não saber como se comportar, por isso é essencial a clareza da relação.
Vamos levantar aqui uma hipótese:
O Dono da escrava  "a empresta" a um outro dominador por uma sessão ou por um período de tempo, enfim... Até onde deve ir a entrega dessa serva nesse compartilhamento, com outro Mestre que não é o seu?
E se ele começar a fazer questionamentos de cunho pessoal, como: nome real, família, trabalho, estudo, relações - ela deveria ou não responder? Ou deveria, gentilmente, pedir-lhe que essas questões tratasse diretamente com seu Senhor que é quem tem a autonomia sobre seus comportamentos BDSM?
Por outro lado, quando o Senhor da escrava dar total acesso a outro dominador para uso de sua escrava poderia seu Senhor reivindicar da sua serva um comportamento diferente, com limites de entrega a outro?
Como deve ser  ser firmado o acordo?
Levanto estes questionamentos, por que já vi num blog, uma submissa participar de sessão com dois outros Mestres que não o seu Dono, e lá tudo era possível, dentro do prazer.
Entretanto, também vi (li) de outra submissa que  algumas práticas lhes eram vedadas por seu  Dono.
E agora?
Por conta de dúvidas como estas que tudo precisa ser muito bem esclarecido, tanto no contrato, quanto em conversas, até por que contratos podem ter falhas, omitir cláusulas que podem ser importantes e não lembradas no momento.
Quanto a mim, esta serva confia nos procedimentos de seu Mestre e se sente confortável em sua entrega.
O resto, o que importa é o prazer que Ele pode receber, seja de que forma for, porque isso também me dá prazer.



sexta-feira, 23 de junho de 2017

ASSIM... DE MANSINHO





Tu vens chegando de mansinho,
como quem nada quer, querendo tudo
vai me envolvendo, me seduzindo,
me prendendo em quereres
que não dependem de mim
Fico toda ouriçada, 
esperançosa...
Fico fazendo contas,
somo, retrocedo, subtraio,  
(aumento saudades)...
tento diminuir dias...
Queria comemorar Contigo. 
Não sei bem o quê; mas queria. 
Teu aniversário? meu aniversário?
Dia das mães? Dia do BDSM? Dia das escravas?
Dia de fuder? Qualquer dia, qualquer data...
(São pretextos para estar Contigo)
Sinto dores no coração, nos desejos, 
sinto uma dor tremenda nas lembranças,
nessa desgraçada saudade que maltrata.
Caramba, Mestre, eu tenho saudades de Ti!
Saudades de Tua boca,
refletida nessa Tua voz velada...
baixa, contida, imperiosa
Revivo Teu sabor,
Revivo Teu toque...
Revivo-Te de mansinho...