Mostrando postagens com marcador FIGGING. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador FIGGING. Mostrar todas as postagens

sábado, 14 de janeiro de 2017

FIGGING - EXPERIMENTE A GENGIBRE!


Você já experimentou fazer um brinquedinho de gengibre? Experimente e depois me diga a sensação. Eu fiz. Putz! A minha sensação foi de contração e aperto. Muito interessante. Provoca um prazer... diferente.

segunda-feira, 7 de maio de 2012

O GENGIBRE E O FIGGING





 Vocês já usaram um gengibre  na buceta ou mesmo numa foda anal?

Gente, dizem que é a coisa mais louca do mundo; dizem que dá uma sensação de aperto, tesão, ardência, prazer indescritível. 

Se não tentou...Tente! Se não conseguir sozinha peça ao seu dono, ao seu mestre, ao seu parceiro. Enfim...

EXPERIMENTA!


(Dom Collector of Souls)

O gengibre tem ação bactericida, é desintoxicante e acredita-se também que possua poder afrodisíaco. Suas propriedades afrodisíacas e estimulantes são conhecidas há séculos. Por sua reconhecida ação na circulação sanguínea, ele é utilizado contra a disfunção erétil. Além disso, o óleo de gengibre também é utilizado para massagear o abdome, provocando calor ao corpo e excitando os órgãos sexuais.



Figging é uma prática de tortura física, pouco conhecida, que consiste em inserir uma raiz de gengibre no ânus da submissa. Talvez com a variedade de produtos químicos, que hoje temos a mão, que “simulam” a sensação de ardência causada pelo gengibre, explique o pouco conhecimento acerca do figging. Apesar da controvérsia acerca da origem desta pouco conhecida prática, existem registros inequívocos de seu uso na Era Vitoriana. É de conhecimento geral que na chamada Era Vitoriana, várias práticas, jogos e “brincadeiras” eróticas eram experimentadas entre quatro paredes (gente finíssima). O “canning”, que era usado como forma de punir as mulheres “infiéis”, foi elevada a condição de prática erótica na mesma “animada” Era Vitoriana. Tudo indica que o gengibre era usado durante o canning para evitar que a pessoa punida retesasse as nádegas durante o castigo. Retesar a bunda enquanto uma raiz de gengibre esta em seu ânus causa uma sensação intensa de ardência.
Como dito acima pode ser uma forma de tortura antiga e equivocada, pois em minhas experiências com a prática do Figging descobri ser mais uma maneira de se acariciar a submissa e fazendo com que ela possa nos dar um prazer imenso.
As sensações descritas em submissas que apliquei a pratica do Figging foram de sentir uma leve ardência, frescor, e um calor enorme o que as levou a ter orgasmos intensos mesmo sem serem penetradas e durante a penetração estes se tornaram ainda mais intensos além de facilitar e muito a penetração anal, o Gengibre esculpido em forma de um Plug de 12 cm introduzido no ânus da submissa de 15 a 20 minutos tempo seguro, faz com que a mesma não consiga retesar o esfíncter (Esfíncter é uma estrutura, geralmente um músculo de fibras circulares concêntricas dispostas em forma de anel, que controla o grau de amplitude de um determinado orifício. O sistema digestivo humano tem três esfíncteres importantes: o esfíncter cárdico, o esfíncter anal e o esfíncter pilórico, que faz comunicação entre o estômago e o duodeno.) assim podendo ser violentada ainda sentindo a penetração, mas sem que a refuse e assim nos dando um prazer ainda maior; como castigo pode ser usado para fazer a submissa ter orgasmos involuntários e em sua multiplicidade. Pode-se usar uma fatia fina presa ao clitóris por um prendedor de roupas a fim de aumentar ainda mais a excitação e ou se deixar em emersão um pedaço de gengibre em mais ou menos 40 ml de água por 24 horas e usar este liquido para ser derramado aos poucos sobre a vagina da submissa.
Particularmente adoro esta prática sexual, e recomendo.

Gente, adoro gengibre...
mas assim... num sei não... acho que deve ser uma tortura...

domingo, 13 de novembro de 2011

DESEJOS





regada
por Teus desejos, 
delírios, 
anseios 
e tesão... 
Eu pronta para Te receber,
exalando esse cheiro 
de depravação,
de devassidão...