<                           

























Mostrando postagens com marcador MULHER. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador MULHER. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 12 de setembro de 2017

ALTA TE(N)SÃO








CONTIGO
O TESÃO É SEMPRE ALTO
VIVO EM CONSTANTE 
ALTA TENSÃO
ALTO TESÃO...
TU PROVOCAS MEUS INSTINTOS LUXURIANTES...
TU ALIMENTAS 
MEUS ANSEIOS SUBMISSOS



quarta-feira, 6 de setembro de 2017

APENAS NO DESEJO DE A TI SENTIR...


 




 é por debaixo dos panos, 
das cobertas invisíveis 
que posso Te tocar
e sentir Teu pulsar revelado...
o sabor que de Ti emana 
alimenta minhas fantasias 
e faz  reviver esses desejos de fêmea 
que em mim latejam.
Enquanto se vive, 
há sempre uma réstia de esperança viva... 
ou semi viva.




sexta-feira, 1 de setembro de 2017

QUANDO ME ENTREGO




Fico inteira ao Teu querer

Quando contigo me encontro

Esqueço meu passado

Faço do momento meu presente

E meu eterno...

Contigo o tempo para

As horas não se prendem a convenções

Só há uma entrega,

invadida

Eterna...


VULCÃO OCULTO


...

Estendi minhas mãos
À procura de um sonho
Que teima em trazer tua imagem
Toda vez que me sinto

mulher amada-amante
Fazendo borbulhar
O vulcão oculto entre as pernas
Quando penso em teu sexo ardente
transpiro gozo pelos poros
meu corpo entra em erupção
És meu amante-amado...

Senhor adorado
Labaredas de amor
Exalam faíscas de desejos
Quanto te pressinto invadir
Meu vulcão oculto...

Desmancho-me toda em Teus desejos...


quarta-feira, 30 de agosto de 2017

PROCURO-TE SEMPRE!







Procuro-te no silêncio

Na harmonia de uma canção romântica

Na melodia que toca o ritmo do meu coração

Procuro-te nas estradas

Pelas ruas e nas calçadas

Na memória, no passado,

na janela ao meu lado

Procuro-te naquela chuva insistente

De gota e orvalho presente

Nesse mar de sorriso, nesse rio de soluços

Procuro-te nos fetiches, nos desejos, no silêncio

Em cada canto esquecido

Em cada momento vivido

Procuro-te em tudo que se encontra ao meu lado

Nas paralelas da vida

Pelos atalhos, pelas estradas...

Procuro-te!...





sexta-feira, 4 de agosto de 2017

ESPERO-TE AINDA HOJE

   

 
Bela



Deito em meu travesseiro pensando em você
O sono demora a chegar
assim como eu demoro a te esquecer
Talvez o sono não chegue
Talvez eu jamais te esqueça

Entrastes em mim com minha permissão
Chegastes no momento exato
Da forma mais linda de se chegar em alguém
Meu coração te esperava
Viestes numa mansidão avassaladora
Como as gotas d'água de uma tarde chuvosa
Que causam estragos quando se unem

Meus sentimentos uniram-se à você
Tua mansidão. Minha espera.
Meu sorriso feliz ao avistar-te

Penso que podes ser minha,
que posso ser sua
Já sou sua?
Talvez não quero que sejas minha

Pertencer-te é um prêmio,
mas eu não fiz por merecê-lo ainda
As provações foram poucas,
os poucos anos que nos conhecemos
passaram-se numa rapidez surpreendente como se fossem dias.
Dias felizes ao teu lado sem estar contigo

Volto a sonhar,
mas é um sonhar acordado
como quem não deseja dormir
Como se pensar em ti fosse uma dádiva de 24 horas
Mesmo que sejam pensamentos repetitivos
Pela nossa pouca vivência juntas

Tua mansidão me surpreende
e me surpreendo ao esperar-te,
ao sonhar-te.

Estavas tão perto de mim,
Segundos me separaram de ti
foi-se para longe, mas assim vejo-te por inteira
onde fotografo-te no teu jeito,
nas tuas escolhas,
na tua solidão escolhida e desejada
Tua solidão de mim
Minha solidão obrigatória de ti

Posso ver-te indo embora
Levando contigo um sonho meu
Carregas os pés que toquei,
as mãos que senti,
o sorriso que me apaixonou.

Espero-te ainda hoje
e como hoje, todos os meus outros dias te esperarei
Revoltar-me não posso
Ou perco tempo em conquistar-te

Espero-te ainda hoje,
Com a certeza de quem aguarda
a luminosidade do dia que amanhece
e cada noite que se anuncia sombria
onde fecho meus olhos
abraço meu travesseiro
sonhando que ele é você. 
 
 

sábado, 29 de julho de 2017

SENTIMENTOS

com alegria
com dor
com emoção
com desejo
com paixão
com tesão
com submissão
é dominação
é sentimento...

quarta-feira, 19 de julho de 2017

SILÊNCIO



Eu pensei que palavras
Sentimentos traduziam
Mas foi no silêncio do meu amor
Que revelei tudo o que por Ti sentia.
Pois sempre Te ouvi com meus olhos
Sempre Te apoiei com meu sorriso.
Minhas mãos falavam de amor
Quando em Teu corpo tocavam
Não precisei emitir som
Para dizer-te: EU TE AMO, MESTRE!
Meu silêncio sempre falou mais que a minha voz...
O Teu olhar me conduzia,
servia de alento para minha vida.
Do Teu querer tornei-me cativa,
E sem palavras,
fomos traçando nossos destinos...
juntos... ou mesmo longe...
em silêncio... ou com o som da presença...
eternamente...
calada, mas cheia de sentimentos...




UMA FÊMEA – UMA SERVA



Eu me preparei para Ti
eu me tornei mulher 
para ser fêmea
eu me tornei fêmea 
para ser serva
E em forma de serva,
torno-me Tua escrava
Totalmente submissa
ao Teu markante prazer
sou Teu cântaro 
sou Tua cama
sou Teu descanso
sou Tua fêmea!
Tu me fascinas,
me excitas e me enches de desejos para Te servir
Eu sou Tua serva, meu Amo!