<                           

























Mostrando postagens com marcador PÊNIS. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador PÊNIS. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 26 de maio de 2017

MINHA DOMINAÇÃO COMEÇOU CONTIGO!




Parece história de  reinos antigos, medievais...  Mas é a minha história D/s de BDSM. Tudo começou há muitos e muitos meses ou anos atrás... Mas para mim é sempre novo e renovado pelos desejos que foram  plantados e são a cada dia irrigados pela paixão que nutro por meu Mestre e por esta arte. Sim, pois é algo admirável, sublime, é artístico.
Este espaço é uma casa onde são derramados não apenas desejos, sonhos, realidades, fantasias. Aqui são construídas histórias, são exercidas paixões...
Preparados lugares... Preparei lugar sim, sempre, sempre disponível para Ti, qualquer tempo, qualquer dia, qualquer hora. Adoro suco de cajá, bacuri, acho que vou ver um sorvete também, água de coco... hummm só coisa saudável e boa. Ri-me de mim mesma. Fazendo uma festa imaginária ou não.. quem sabe...
As vezes pareço uma moça ingênua, mas é que sou assim mesmo. Mas o Sr percebe como aquela fêmea tagarela já mudou - fostes Tu que me ensinastes, meu Mestre!
Queria que soubesse o quanto  amo estar sob Tua dominação. 
Queria que soubesse que estes dias, tenho pensado imensamente em Ti. 
Queria que soubesse que tenho Te desejado tanto, mas tanto que acho que vou explodir de desejos, meu Mestre, meu Sr... 
Mestre amado, nem sei qual seria a melhor forma de falar-Te!
Queria acertar  logo tudo para poder adequar minha agenda. Tirar férias, folgas, etc.
Minha submissão está latente, pulsante por Tua marka.
Adoro-Te, sempre, Sr Dom Marka!

sexta-feira, 28 de abril de 2017

SEMPRE OS MESMOS




Expectativas...
Momentos...
À espera:
de um toque
- na alma
- no corpo
- no telefone
uma ordem
uma mensagem...
E agora?
Seguir ou Não?
Parar ou Não?
Ir ou Não?
Ficar ou Não? 
Chorar ou Não?
Dúvidas permeiam a mente
Desejos  incendeiam o coração...
Silêncios que gritam
incomodam
retardam...
Retardam desejos guardados, ansiados
retardam os preparos longos
esperançosos
comemorativos

Fome!
fome de sentir
fome em TE sentir
fome de comer
fome de comer-Te

São sempre nesses momentos
que Tua marka se torna
mais necessária,
mais desejosa...


terça-feira, 18 de abril de 2017

O MELHOR

  A melhor forma se sufoco
é aquele em que teu cacete me asfixia de prazer
e vai me matando de desejos... 
aplacando todas as taras..
Adoro-Te, sr Dom Marka.








quarta-feira, 12 de abril de 2017

MORDAÇAS



Nas mordaças da vida 
que silenciam o som,
que amordaça gemidos
provocando grunhidos...
Queria-Te a me amordaçar
com Teu cacete enteso
com todos Teus desejos







sábado, 8 de abril de 2017

SENSAÇÕES...


 







Oh, se eu ao menos 
pudesse ter uma vida de sensações
 em vez de uma vida de pensamentos.
John Keats

quinta-feira, 23 de março de 2017

PEDRO - LEMBRANDO INÊS





Nuno Júdice


Em quem pensar, 
agora, senão em ti? 
Tu, que me esvaziaste de coisas incertas, 
e trouxeste a manhã da minha noite.
É verdade que te podia dizer: 
"Como é mais fácil deixar que as coisas não mudem, 
sermos o que sempre fomos, 
mudarmos apenas dentro de nós próprios?" 
Mas ensinaste-me a sermos dois; 
e a ser contigo aquilo que sou, 
até sermos um apenas no amor que nos une, 
contra a solidão que nos divide. 
Mas é isto o amor; 
ver-te mesmo quando te não vejo, 
ouvir a tua voz que abre as fontes de todos os rios, 
mesmo esse que mal corria quando por ele passamos,
subindo a margem em que descobri 
o sentido de irmos contra o tempo, 
para ganhar o tempo que o tempo nos rouba. 
Como gosto, meu amor, 
de chegar antes de ti para te ver chegar, 
com a surpresa dos teus cabelos,
e o teu rosto de água fresca que eu bebo, 
com esta sede que não passa. 
Tu: a primavera luminosa da minha expectativa,
a mais certa certeza de que gosto de ti, 
como gostas de mim, 
até ao fim do mundo que me deste.

terça-feira, 15 de março de 2016

segunda-feira, 14 de março de 2016

APENAS OLHO O PRAZER...


apenas olho o prazer
como que carruagem passando
sem poder acompanhar.
por que tu não vens
não deixa tua marka
se sabe onde markar-me