<                           

























Mostrando postagens com marcador PIAUÍ. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador PIAUÍ. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 16 de junho de 2017

UMA DECLARAÇÃO??? PODE SER ESTA?!









Mestre amado de todos os meus desejos SM
Senhor do meu coração e razão de minhas fantasias
Aquelas sentidas, desejadas e vividas
Aqui, prostrada ante Tua presença - pois este é o   meu local, desde quando Te seguir, e, para sempre
Primeiramente minha reverência a Ti,
Te faço conhecida  a súplica desta serva que clama e anseia  por Ti, por Teu toque, por Tuas mãos
com desejos markantes de se entregar  aos Teus caprichos de Dominador,  de Mestre, de Senhor... 
e por que não dizer de DONO?
Anelo por sentir Tuas markas, Teus fluidos neste corpo de  serva.
Mestre e Senhor do meu coração:
sempre disponível estarei para chegar à Tua presença, tal qual súdita e cumprir o desejo do seu Senhor
Pois é assim que me entrego
E é  assim que Te quero, que me quero a Ti
Desejo, sim, sentir o calor do Teu cálice derramando em minha boca...
de Tua mão em minha face (tua),
aquecendo meu sangue que pulsa clamando...
Este clamor representado pelo meu olhar súplice abobalhado que Tu já conheces...
Mais Mestre... mais meu Senhor
Atenda, defira pois o pedido desta que vive para Ti,
Alforrias-me quando me cativas a Ti 
pois é aos Teus pés que sinto liberdade
Excita-me Tua respiração...
Que me faz arrepiar a alma, impávida de tesão
que faz explodir o gozo com Teu Eu
que me rasga a nudez dos meus sentimentos
que me deixa faminta deste Teu ímpeto desejo...
És por Ti todo meu tesão, Tu que mexes com minha imaginação. 
Sim, sou Tua escrava e és meu Domador - domador de escravas.
Tu que me alcanças sem me tocar
e quando me tocas destrói toda e qualquer barreira de resistência ao prazer molhado que exala de meus poros
Eu sou a fêmea mais livre deste meio, pois Tu me destes a liberdade de servi-Lo!
Obrigada, Mestre!



quarta-feira, 26 de abril de 2017

NO SILÊNCIO

No silêncio
sempre bom ouvir o som de Teu prazer
Mexes com minha imaginação...

Estou aqui, 
sempre em silêncio, 
mas clamando por Tua marka...






sábado, 11 de março de 2017

PÉS QUE VÃO...






a submissão nasce nos pés
nos pés da serva que vai ao encontro do prazer
ao encontro do servir
ao encontro da sua vocação
pois a submissão não é apenas sentir dor
não é apenas receber ordens
é viver uma papel num cenário que se escolhe mutuamente
quando a submissa vai
o Dono vem
vem ao seu encontro
vem receber sua entrega
e assim os dois crescem mutuamente na relação
os desejos de um se torna o desejo do outro
simplesmente pelo fato de que houve pés que foram
e houve pés que vieram...

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

ENEMA - PUTZ!



Eu não sabia o que era esse tal de ENEMA. Tinha lido alguma coisa a respeito em  depoimentos BDSM. Aí fui atrás. Queria saber, queria fazer... Fui à farmácia e comprei o Fleet Enema. Segui todas as instruções e me lasquei, odiei. Pra nunca mais.Espero...
Mas aí, me lembrei que uma vez na vida, em um tempo bem remoto, fui fazer um exame onde o médico tinha pedido para eu usar um medicamento, era um tal de Fleet Enema (ou Microlax), que também é chamado de enteroclisma ou clister; esse kit de enema é comprado em farmácia, e hoje deve custar uns 50 reais. Ele tem funções médicas, laxativas, principalmente quando se sofre de prisão de ventre, mas por outro lado, tem também função BDSM. É o deleite de muitos dominadores que quer um sub com o cu limpinho, sem correr o risco de dá 'em merda' a sessão. Podendo desfrutar dos sabores e bons odores do corpo. 

O enema limpa o intestino. Elimina fezes. É usado no reto, claro, e provoca uma cólica desgraçada, de ver estrelas. Depois que você usa o líquido no cu, espera dar o efeito, segurando o máximo possível, para que possa, como um tsunami, ir varrendo e limpando tudo dentro do intestino, provocando aquela diarreia,  liberando toda prisão. Se feito de duas vezes, não fica nem  a alma dentro da pessoa (ri-me - nesse meu humor que o mestre não aprecia muito).
O enema não deve ser feito mais do que 1 vez por semana, pois pode causar diarreia crônica, por exemplo e pode devastar a flora intestinal.
Por isso vá para outras alternativas, como já te contei aqui. Com o uso do leite de magnésia - que pode fazer um efeito enema só que mais devagar, leve, suave, mas com eficácia, também, além de associados a comida leve, sucos, água, etc.
Voltando ao enema, a melhor parte que achei foi enfiar aquele troço cu adentro, aproveitei para me deliciar, me esfregar toda, enquanto ia empurrando, como se fosse um bom cacete, e quando já enfiado tudo o que foi possível, dá um tempo - o quanto se aguentava, para então liberar o líquido e os resíduos no lugar errado.
Logo após, ainda fiz uso da ducha com bastante água até encher a barriga e depois expulsar tudo de dentro de mim. Tudo limpo e cheiroso.
Claro que se pode usar qualquer  objeto para introduzir o líquido no reto. Tipo "seringonas", mangueiras, funil.  A posição preferencial é deitada. E se for como soro, lentamente (tortura total), o frasco tem que ficar numa posição mais elevada.
Essa ideia abaixo é bem legal, um CACETE  para enfiar cu adentro...Até eu gostei. Como não tinha pensando nisso antes?


 

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

QUALQUER QUE SEJA A FORMA


QUALQUER QUE SEJA A FORMA, 
TUA MARKA
 ESTARÁ SEMPRE RISCADA,  
 RABISCADA 
OU DESENHADA 
EM MEU CORPO...

 




sexta-feira, 22 de agosto de 2014

VIVENDO POR VIVER




Roberto Carlos

Sem motivo vou vivendo por aí por viver
Meus valores tão confusos reprimidos por você
Troco passos sem sentido pelas ruas sem saber aonde ir
E viver já nada mais significa
Até já me esqueci.
Volto para casa onde eu procuro me esconder
De pessoas que acreditam meus problemas resolver
Mas eu insisto em cultivar sua presença Mesmo sem você saber
E ainda espero a cada dia sua volta
É só você querer.
As lembranças me chegam sempre em noites tão vazias
E mexem tanto com minha cabeça
Que quando o sono vem o dia já nasceu
A distância me tira pouco a pouco a esperança
De ter você comigo novamente
E reviver aquele nosso grande amor.
Tantos planos, sonhos, feitos em pedaços por você
Que tolice tanto amor desperdiçado por nós dois
E na solidão me agarro a qualquer coisa
Que ainda resta desse amor
Pra sentir sua presença novamente
Seja como for.

sábado, 17 de maio de 2014

FAÇA-ME!





faça despertar em mim
essa fêmea-serva no cio
delirante,
trêmula, 
uivante,
profana
e servil 
tal qual sempre me fizestes ser
Só suplico que me redime dessa saudade malvada
que maltrata meu ser submisso
minguando esses limites que nos afastam
quebrando outros, desconhecidos
Só suplico que venha me ensinar 
a te servir com minha dor
com meu gozar
com minha vida...
deixe-me sentir teu sabor dominador
teu toque dominante
que sacia  essa tara que por ti sinto...
Não demores muito para que eu  não venha a sucumbir de desejos por ti
Estou te suplicando...
tua serva

 
 
 

sábado, 5 de abril de 2014

DOMINAÇÃO E SUBMISSÃO









Toda submissão é concedida. Ninguém se torna submissa aleatoriamente. Só se é submissa de alguém. Por isso há sempre a necessidade de ter um dominador ou mesmo domme para que o “slave” ofereça sua submissão. De preferência que a mesma seja traçada por caminhos que refletem prazer na entrega. O prazer pode ser vislumbrado de vários ângulos: com dor e sem dor. O prazer na dor da submissa é uma forma de castigar por falhas  ocorridas ou é  apenas um reflexo de  uma manifestação do prazer de seu dono.
 Iniciar uma vida de submissão a outra pessoa requer a quem recebe essa submissão esteja apta, preparada e amadurecida para tal. A inexperiência tem trazido danos: físicos e até psicológicos em muitos que se enveredaram a ser submissos de quem não sabia a “arte da dominação”.
 Defendo que todo TOP deveria passar por momentos de submissão, quer  nas mãos de suas/seus servos ou não. Assim poderia catedraticamente  conduzir uma experiência, relação ou sessão SM com autoridade e não curiosidade.
Ainda sou meio “covarde” a me aventurar por aí experimentando ou brincando de bdsm. Sou do tipo reservada, quieta e que espera. Por falar em esperas, o pior delas é o silêncio. Nessa minha vivência bdsmista pude vislumbrar alguns pontos que desgastam uma “esperança”. Entre eles: o silêncio, o tempo (ou falta dele). Os contatos servem para alimentar a esperança. O silêncio traz ansiedade, gera dúvidas, medo, “quebras”. O silêncio fala muito alto. Chega a ser gritante e irritante.
 Tudo dentro do contexto do bdsm PODE ser seguro e saudável. Depende da postura das partes envolvidas. Depende de como será tratada a relação. Respeito mútuo é indispensável. Zelo. Cuidado. Nada mais prazeroso que o prazer com segurança.
 Fiquei admirada em saber que no Brasil, o BDSM saiu de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Brasília, e está correndo o nordeste, Ceará, Pernambuco, e também no Piauí e Maranhão. Isso é fantástico. Mostra que não há limites ou barreiras para expressar o prazer de forma tão peculiar.
 Olha que legal esse intercâmbio de prazer! É o prazer sem limites.
Apesar das “discrições”, o prazer BDSM tem avançado muito na sociedade. Vem se descortinando a cada dia e alcançando mais e mais adeptos. Formando uma verdadeira “rede”, “grupo” ou sociedade. Quantas pessoas amam os fetiches. As novelas estão recheadas de fetiches. Muitos artistas declaram publicamente que gostam de dominar e serem dominados. Há casas e outros ambientes para  encontros e práticas afins.
 Enfim, a dominação e submissão é um reflexo de uma entrega e um recebimento. E particularmente, a mim, é minha dedicação exclusiva a Ti, meu adorado Mestre e senhor. É assim que esta serva se sente  ao teu prazer - DE - Dedicação Exclusiva. É só querer. A título de "relembração": eternamente. Este é meu pacto para contigo. Ser tua serva para sempre.