<                           

























Mostrando postagens com marcador PODOLATRIA. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador PODOLATRIA. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 14 de março de 2017

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

TANTOS PENSAMENTOS...





 

O ano está chegando ao fim e como passou rápido. E para o novo ano eu estou muito animada, numa super expectativa, com tantas novas possibilidades, vontades e com certeza, mudanças! Novos rumos à minha vida BDSM. "Compromissos por aqui mesmo", quem sabe.Confesso que minha vida de fetiches, seduções, subjugações foi markada por muitos altos, baixos, mas que sempre foram "poucos". Tudo muito intensamente markante.
Conhecer o Mestre foi o melhor momento. Às vezes fico pensando: será que o Mestre é real, mesmo?  Como pode uma pessoa mexer tanto com a vida, com os desejos, com o comportamento de outra pessoa de uma forma tão intensa, tão real, tão viva? Às vezes me pergunto se era sempre a mesma pessoa. Ou se era fruto de minha rica imaginação ou dos meus tórridos desejos. Sei lá.  
Num momento de uma sessão, não se tem tanto tempo para perguntas, para conversação; até mesmo porque tudo tem que ter permissão do Mestre. E eu sou assim: se não tem permissão para falar, fico mudinha, calada. Posso até morrer de desejos em falar.

Aliás, há momentos em que realmente não pode falar. Quando o Mestre fala, ensina, corrige, reclama, enfim... Um Sim ou um Não é muito, ainda, e  SE ele perguntar e a resposta exige uma dessas palavras. Há momentos em que eu quero perguntar muitas coisas. Ou apenas certificar, mas eu me torno boba, atrapalhada, sem nexo, às vezes e até desatenta. E olha que sou extremamente organizada em outras áreas da minha vida. Falar em organização. Preparando um quarto muito especial para meu deleite mesmo, ficar à vontade.Já fiz cada maluquice. Já andei muito. 

Não consigo mais dormir sem pensar, pensar, pensar em tudo que aconteceu. Cada palavra, cada ação. Revivo na memória, nos desejos diuturnamente. Mas fico em dúvidas... às vezes. Tantos silêncios!... Nem sei se o que escrevo faz algum sentido, se é lido, se é olhado...Queria saber quem é você que me segue nesse blog. Que compartilha desses momentos meus, dessas imagens lindas que trago para cá, nesse meu plantel de desejos. Dessa história cheia de desafios, desejos e esperança. Os comentários só são publicados quando permitidos.
Estou preparando, com muito zelo e cuidado um documento, que poderá ser considerado ou desconstruído e refeito; mas estou fazendo. Quando uma ordem chega, não é para ser questionada e sim cumprida. 







domingo, 1 de maio de 2016

O CAMINHO DA POSSE... DO PRAZER


O caminho da posse e do prazer
Será sempre esse:...
o encontro entre dois corpos 
que se entregam de forma ilimítrofe

sábado, 19 de outubro de 2013

AUSÊNCIA


Vinicius de Moraes

Eu deixarei que morra em mim
o desejo de amar os teus olhos que são doces
Porque nada te poderei dar
senão a mágoa de me veres eternamente exausto
No entanto a tua presença
é qualquer coisa como a luz e a vida
E eu sinto que em meu gesto
existe o teu gesto e em minha voz a tua voz
Não te quero ter porque em meu ser tudo estaria terminado
Quero só que surjas em mim
como a fé nos desesperados
Para que eu possa levar
uma gota de orvalho
nesta terra amaldiçoada
Que ficou sobre a minha carne
como nódoa do passado
Eu deixarei...
tu irás e encostarás a tua face em outra face
Teus dedos enlaçarão outros dedos
e tu desabrocharás para a madrugada.
Mas tu não saberás que quem te colheu fui eu,
porque eu fui o grande íntimo da noite.
Porque eu encostei minha face na face da noite
e ouvi a tua fala amorosa.
Porque meus dedos enlaçaram os dedos da névoa
suspensos no espaço.
E eu trouxe até mim a misteriosa essência do teu abandono desordenado.
Eu ficarei só
como os veleiros nos pontos silenciosos.
Mas eu te possuirei como ninguém
porque poderei partir.
E todas as lamentações do mar,
do vento, do céu, das aves, das estrelas
Serão a tua voz presente,
a tua voz ausente,
a tua voz serenizada.