Mostrando postagens com marcador SÁDICO. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador SÁDICO. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 1 de março de 2018

TODAS


Todas as fantasias foram reveladas. 
Todos os desejos foram saciados
Todas as luxúrias tornaram-se fascinação
E as taras foram exploradas!

sábado, 6 de janeiro de 2018

O TEMPO MUDOU...

 



Os dias parecem que 'andam' de forma diferentes.
Foram tantas empolgações neste final de ano que “brinquei” à vontade.  Ultrapassei alguns limites antes inimagináveis.  Mas no início do ano sempre vem aquela correria. É o pior momento do ano, acho eu. Muitas responsabilidades. E ainda alguns probleminhas de terceiros que me renderam alguns milhares de prejuízos. Acho que tenho que deixar esse minha “veia” de boazinha e ser mais fria e calculista. Só assim quem sabe, pode-se trazer um equilíbrio a algumas situações.
O clima por aqui melhorou no aspecto de que aquele calor escaldante sumiu. Por outro lado “peguei” uma chuva daquelas que me deixou meio resfriada, garganta irritada, nariz irritado, rouquidão. Grrrr. Que raiva! Doem as amígdalas.
Vontade de ficar somente deitada, contemplando as lembranças, os desejos e lamentando esses dias que pausei minhas ‘investidas ousadas’. Incrível como tudo volta ao normal quando se para!  É como se voltasse ao ponto zero.
Por falar em ponto zero, em minhas últimas consultas, meu médico disse que tenho um útero pequeno (como uma virgem intocada). Gostei de saber disso não... Para alguns isso é espetacular, tudo apertadinho; mas para outros, quanto mais relaxado, ‘esgarçado’, bem aberto mesmo, melhor para markar. Eu mesma queria ter um bucetão enorme para encher de prazeres ousados! Quantas maluquices!
Estou pensativa demais esses dias. Tantas coisas a acontecer em meu derredor. Desanimei. Queria concretizar uns negócios aí, mas ainda não deram certos e isso atrasa e atrapalha outros alvos, outras metas.
Vou pelo menos tentar me concentrar em recuperar minha voz e retornar às minhas ‘práticas’...

terça-feira, 2 de janeiro de 2018

AQUECER...

 
 
 
 
 
 
 
 
e sinto aquele calor a aquecer minhas mãos...
eram cinzas
e sinto aquele ardor a preencher minha boca...
eras Tu
e sinto aquele sabor a jorrar em meu corpo...
era Teu gozo delicioso!

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

CÁSPITA!








O dia amanheceu com cara de mormaço. Será que iria chover? Fiquei na torcida que sim. Quem sabe assim o clima tórrido dessa terra feita de sol ficaria mais calmo. Seria bom encontrar o Mestre com muita chuva. Toda “molhadinha”... Não passou de desejo, nenhuma gotícula de água. Sol. Sol. E mais sol.
Foi quase uma surpresa a convocação. Mas como esta serva outrora já repetiu: não importa o tempo, a estação, o horário, o dia, o mês, o clima, lugar... estará sempre à disposição do Seu Senhor quando por Ele for convocada, independente de data;  e será para seu Dono e Senhor, Escrava, Serva, Prazer, Servidão, Felicidade, Devoção e Entrega.
Sempre busquei preservar a vida do Mestre em todos os âmbitos. Por isso friso que jamais O incomodaria. Até porque nunca fui uma serva invasiva. Sempre respeitei os limites impostos pelo meu Mestre. E nem poderia ser diferente! Afinal, existo para trazer alegria e prazer à vida Dele e não perturbação. Obedecendo expressamente Suas ordens.  Até porque nosso envolvimento só diz respeito às nossas práticas BDSM.  Por isso esta serva entende e declara que não espera recompensa pelo seu bom comportamento, sendo este apenas uma obrigação nessa sua condição de serva e função precípua.  Apesar de que o Mestre a Parabeniza no final de uma sessão. Isso é um tipo de recompensa que enaltece a serva. Que quer dizer que de alguma forma o prazer alcançado, o objetivo foi concretizado. Um monte de estrelinhas sai dos olhos da serva em gratidão e felicidade.
Por isso esta serva sempre procurou demonstrar gratidão por tudo que seu Mestre lhe oferece. Desde o Seu tempo, o prazer proporcionado e quando lhe é permitido expressar isso, seja da forma que for. Através de palavras, de gestos ou apenas de um silêncio.
Mas a expectativa de Sua presença é sempre enaltecedora. As sensações são indescritíveis. Ele mexe comigo em todos os aspectos.
O som de Sua presença me faz entrar em desespero de desejos. Principalmente quando não sei o que virá a seguir. Se um carinho ou uma palmada. Se uma mordida ou uma cintada. Se um afogo ou outra ideia... Uma louca cavalgada, daquelas de deixar o coração a quase sair pela boca.
Pensei que sentiria na pele a cor do fogo. A cor da vela a aquecer uns desejos amalucados. Descobri que tenho um pouco de maluquez. Aliás, todos a temos, de algum modo... Mas nada se compara às maluquices consensualizadas, que redundam em prazeres mútuos.  Cáspita! Eu tenho pressa para experimentar tudo o que não foi possível no decorrer de minhas experiências bdsm. Enquanto estou amalucada. Vai que um dia chegue o momento em que seja convencida a entrar na lucidez social...  (difícil!)




segunda-feira, 23 de outubro de 2017

ALTA TENSÃO




Bruna Lombardi

Eu gosto dos venenos mais lentos
dos cafés mais amargos
das bebidas mais fortes
e tenho
apetites vorazes
uns rapazes
que vejo passar
eu sonho
os delírios mais soltos
e os gestos mais loucos
que há
e sinto
uns desejos vulgares
navegar por uns mares
de lá
você pode me empurrar pro precipício
não me importo com isso
eu adoro voar. 


sexta-feira, 6 de outubro de 2017

NÃO TENHAS RECEIOS DE MIM





Sei que ainda pode ter receios de a ti revelar e desnudar-se a mim...
Já Te disse e repito: Não temas, sou tua serva!
Eu nasci para te servir, te dar prazer, mesmo nas destrabelhadices. Mesmo inventando palavras que somente a Ti digo, pois são para Ti, para traduzir algo intraduzível, mas sei que meu Mestre me entendes...
Como já disse, amiúde,  não será a distância que  me manterá longe de Te sentir! Não será a ausência de teu corpo, de tua voz, teu andar, teu olhar, tuas mãos... teus toques avassaladores, impetuosos e determinados que inibirão meu prazer por Ti...
Meu desejo se manter vivo por tudo aquilo que Tu representas para mim, pelo compromisso que meu desejo tem Contigo. 
Eu preservo Tua vida!  Isso é meu dever como serva Tua. Te dar prazer, que se torna meu prazer. Preservar teus ambientes, tua vida, tua saúde. 
Sabe porque, Mestre adorado? Porque eu nasci para Te servir!
Nunca, mas nunca esqueça disso.
Vá por onde for, qualquer lugar, qualquer tempo...
Não precisa ter receios de mim
Pois sou tua coisa, tua serva, tua escrava, tua Tua...

Com dedicação.


sexta-feira, 1 de setembro de 2017

QUANDO ME ENTREGO




Fico inteira ao Teu querer

Quando contigo me encontro

Esqueço meu passado

Faço do momento meu presente

E meu eterno...

Contigo o tempo para

As horas não se prendem a convenções

Só há uma entrega,

invadida

Eterna...


sexta-feira, 25 de agosto de 2017

CONEXÕES






São nessas conexões conectadas
que me esvaio, me desmancho
me completo, me "intero"
Contigo tudo faz sentido (ou não)
mas pouco importa.
Carrego em mim essa Marka
que se perpetuou nos meus momentos
e em todos os meus desejos.
Traga-Te eternizado em mim!
Adoro-TE, Mestre!


sábado, 19 de agosto de 2017

segunda-feira, 31 de julho de 2017

ENTRE TONS E PAIXÕES


 Entre tons e paixões
Entre desejos e tesões
Entre corpos e cores
entre contornos e desejos
 formas insinuantes
desfilando entre os corpos
buceta, cacete e prazeres
peles sobre peles
cada pedaço
cada todo
cada suor, cada emoção
num visco que vincula
umedece e alarga erotismos
cunhados em
indecências decentes
Entre corpos despudorados
e revestidos de todo
mantos de gozos...

  

sábado, 29 de julho de 2017

domingo, 19 de março de 2017