<                           

























Mostrando postagens com marcador SENSUAL. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador SENSUAL. Mostrar todas as postagens

sábado, 22 de julho de 2017

DO TEU CHEIRO – TEU SABOR





O gosto da Tua pele
impregna meus lábios
e me mata a sede
à beira da fonte dos Teus prazeres.
- Meus prazeres
O Teu gosto na minha boca...
hummmm....
mel que sacia meus desejos
em meio aos meus lençóis.
O Teu cheiro dominador impregnado
no meu corpo, em minha mente
em meus olhos.
é um perfume especial que
ninguém levará de mim...
.
.
.
.
Sinto Teu cheiro
Teu gosto
Teu sabor por inteiro
tal néctar em flor
Venhas!
embebeda-me de Teu tesão.

sábado, 15 de julho de 2017

TANTAS LÁGRIMAS CHOREI

Thais S Francisco

Tanto já chorei longe de ti,
Que me fundi, às águas do rio
para com ele, seguir mundo afora
a procura deste teu olhar que me fascina,
do teu perfume que me inebria,
de teus abraços, que me acalentam,
dos teus beijos, que os meus adocicam,
do teu mel, que me lambuza,
do teu gozo, que me enlouquece
e me envolve no prazer deste louco Amor!...
Em qual margem estás?
Roça tuas mãos nas águas deste rio,
fazes arrepiar minha pele,
tal qual, encrespas as águas correntes,
com o toque de tuas mãos.
Aumenta o volume destas águas,
mistura teu mel ao meu,
vamos juntos, chegar ao mar,
onde o rio, suas águas descansa,
e que, em lençóis espumantes,
aconchegará nossos corpos,
para o repouso dos amantes!...

quarta-feira, 14 de junho de 2017

A COR DE TEUS MANJARES

 Qual doce de leite ou cocada branca -
a cor de Teus manjares não importa
eu os aceito de bom grado,
de qualquer forma que se apresente,
vindo de Ti tudo se torna banquete:
banquete de prazeres
que alegra e satisfaz os anseios desta serva;
mas confesso-Te que esta entrega me assusta,
pois em Ti não apenas confio
mas deposito meu querer nestes Teus desejos
que por vezes são insanos
e profanam corpo e mente
E nessa busca incessante de Te sentir,
de lambuzar-me no Teu néctar vou me perdendo neste prazer bacanal,
quase animal que Teu ser me oferece.
Ainda assim agradeço-Te 
por proporcionar a esta simples serva o teor da vida sentida.

Minhas reverências  com muita saudade!




segunda-feira, 29 de maio de 2017

APRENDI





  Mário Quintana

Aprendi....
que ninguém é perfeito enquanto não se apaixona.
Aprendi....
que a vida é dura mas eu sou mais que ela!!
Aprendi que...
as oportunidades nunca se perdem,
aquelas que desperdiças... alguém as aproveita

Aprendi que...
quando te importas com rancores e amarguras
a felicidade vai para outra parte.
Aprendi que...
devemos sempre dar palavras boas...
porque amanhã nunca se sabe as que temos que ouvir.
Aprendi que...
um sorriso é uma maneira econômica 
de melhorar teu aspecto.
Aprendi que...
não posso escolher como me sinto...
mas posso sempre fazer alguma coisa.
Aprendi que...
quando o teu filho recém-nascido 
segura o teu dedo na sua mão 
tenta prendê-lo para toda a vida
Aprendi que...
todos, todos querem viver no topo da montanha...
mas toda a felicidade está durante a subida.
Aprendi que...
temos que aproveitar da viagem 
e não apenas pensar na chegada.
Aprendi que...
o melhor é dar conselhos só em duas circunstâncias...
quando são pedidos e quando deles depende a vida.
Aprendi que...
quanto menos tempo se desperdiça...
mais coisas posso fazer.

sexta-feira, 26 de maio de 2017

MINHA DOMINAÇÃO COMEÇOU CONTIGO!




Parece história de  reinos antigos, medievais...  Mas é a minha história D/s de BDSM. Tudo começou há muitos e muitos meses ou anos atrás... Mas para mim é sempre novo e renovado pelos desejos que foram  plantados e são a cada dia irrigados pela paixão que nutro por meu Mestre e por esta arte. Sim, pois é algo admirável, sublime, é artístico.
Este espaço é uma casa onde são derramados não apenas desejos, sonhos, realidades, fantasias. Aqui são construídas histórias, são exercidas paixões...
Preparados lugares... Preparei lugar sim, sempre, sempre disponível para Ti, qualquer tempo, qualquer dia, qualquer hora. Adoro suco de cajá, bacuri, acho que vou ver um sorvete também, água de coco... hummm só coisa saudável e boa. Ri-me de mim mesma. Fazendo uma festa imaginária ou não.. quem sabe...
As vezes pareço uma moça ingênua, mas é que sou assim mesmo. Mas o Sr percebe como aquela fêmea tagarela já mudou - fostes Tu que me ensinastes, meu Mestre!
Queria que soubesse o quanto  amo estar sob Tua dominação. 
Queria que soubesse que estes dias, tenho pensado imensamente em Ti. 
Queria que soubesse que tenho Te desejado tanto, mas tanto que acho que vou explodir de desejos, meu Mestre, meu Sr... 
Mestre amado, nem sei qual seria a melhor forma de falar-Te!
Queria acertar  logo tudo para poder adequar minha agenda. Tirar férias, folgas, etc.
Minha submissão está latente, pulsante por Tua marka.
Adoro-Te, sempre, Sr Dom Marka!

sexta-feira, 12 de maio de 2017

TUA CONDIÇÃO...





6. Quando aceitas com submissão a dor que te provoco, sei que estás a sofrer por Mim, e não para teu próprio gozo. É uma dádiva que Me fazes, e Eu tenho perfeita consciência de quão grande ela é.

(Wandedecken)

quinta-feira, 20 de abril de 2017

sexta-feira, 14 de abril de 2017

TODAS AS SENSAÇÕES

 


 



de todas as sensações 
que Tua presença markante provoca
em meus sentidos...
Te sentir sempre será a melhor...

sábado, 8 de abril de 2017

DA LINGUA À MÃO... TROCAS




Trocas
seduções
use suas armas
use seu corpo
cada parte
cada partícula
em momentos propícios,  
ou não.


sexta-feira, 7 de abril de 2017

OFERECIDAMENTE

que sinal mais completo
 poderia dar uma fêmea 
senão se oferecer 
sem reservas???









segunda-feira, 13 de março de 2017

TUDO ERA SUBENTENDIDO






Havia aquela promessa subtendida. Calada, mas visivelmente real.  Encontro contratado, desejado, esperado com inquietude e ansiedade. Paixão e muito tesão. Ele acendia o fogo e fazia crepitar as labaredas dos desejos de ambos.  Foi-se revelando. Foi-se escondendo. E nesse mix de esconde-esconde, como brincadeira de criança... Nesse vai-vem, qual gangorra. Nesse sobe-desce, feito ioiô, ela foi se elastecendo. Santa-pecadora, mulher-menina, inocente-depravada. Uma mistura de  mansidão e urgência de senti-lo, de querê-lo. De querer ouvi-lo tal como naquele momento primeiro, daquele encontro markante, com faíscas no olhar, com fogo nas mãos invasoras... O sentir... O ouvir... O tocar... misturas de desejos, de tesão. De sonhos  sem disfarces, sem  mentiras, puros... profanas... Juras disfarçadas de promessas de muito mais, sempre mais... Quanto mais confiança  se construía, mais cativa se sentia e mais distante ele ficava. Levando sempre consigo um pedaço de um coração sonhador. Vejas?! Ele está dilacerado. Fragilizado. Esvaindo-se em todos sentimentos opacos: Choro, lágrima,  até mesmo raiva.  Precisar de um tempo é muito tempo. Quanto mais tempo, esse tempo se esvai sem tempo.  O coração aperta. O peito belisca, comprime. Uma dor sem dor, que traumatiza a alma, faz fungados. Mãos que não se animam a mais escrever. Canções só de lamentações. Poemas de  ausência. Repletos de vazios. Manchados de lágrimas coloridas, da cor do arco íris. Que um dia foi esperança. Sim, a esperança não era somente verde, era multicor – arco íris. Hoje nublado, com nuvens carregadas. Esse teclado  de computador toca uma música triste,  repetitiva... Sem direito a mudanças. Enquanto muitas pessoas que podem mudar um destino, simplesmente o ignoram ou o jogam fora. Mudando vidas, sonhos, resistências. Dói perder. Mas perder o quê mesmo?: O que tive além de promessas? Além de desejos sonhadios, prazeres fugidios? Injusto falar assim, afinal agarrei-me a ondas e ondas se desfazem, elas vêm, mas também elas vão... Queria tanto te falar da falta que tu me fazes, dos desejos que contigo desejo.  Mas esse insensato coração terreno não tem asas para ir ao teu encontro, somente aqui no limite dos desejos, porque o prazer de ter-te  tu coibistes. Abortas quando  priva um coração de  se entregar. Não quero fazer como muitos saindo por ai, avulsamente, brincando ou se divertindo com outros sentimentos sem sentidos, sentimentos sem  âncoras de entrega real, verdadeira, dedicada. Não se esperava um dia passar por tudo isso. Foi-se o tempo. Foi-se o vento. Ficou apenas a fêmea, escrava dos desejos, submissa de uma marka, quase invisível, mas que existe cunhada no mais íntimo do coração. Como preciso e gostaria tanto de aproveitar Sua marka em mim!