Mostrando postagens com marcador SENSUAL. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador SENSUAL. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 12 de abril de 2018

DESESPERO X RAIVA X ALÍVIO




Há cerca de um mês não entrava nessa casa BDSM. Estava extremamente angustiada, desesperada e com muita raiva.  Minha mala de prazeres simplesmente sumiu. Justamente no momento em que estava muito empolgada, com treinamentos avançados e aí pluft! Vi tudo estagnar. Perdi a motivação, só queria chorar, não dava de providenciar outra em um tempo mais célere. Revirei a casa toda, repassei pela casa de parentes, por minhas propriedades, por cada local que poderia apresentar uma leve suspeita de ter ficado, e nada.
Pensei: não vou mais escrever nada. Não vou mais entrar no blog. Não vou mais... Aquela sensação de desconforto, medo, vergonha e desejo de ter tudo de volta.
Tinha aceitado e imposto desafios a mim mesma que estava conseguindo superar em 30%, estava empolgadíssima. Desanimei. Fiquei triste por demais. Chorei e como chorei.
Fui investigar quem tinha passado lá por minha casa no período páscoa pós páscoa. Minha mãezinha e sua netinha. 
- Minha linda, você por acaso não levou em suas coisas uma mala assim e assim? 
E ela respondeu que ia procurar, pois tinha levado tantas coisas que ainda sequer tinha visto tudo.  Eu sempre faço doações de coisas, como roupas, material higiênico, etc. e mando para ela distribuir ccom algumas pessoas lá nas entranhas do Estado. Pessoas que realmente  precisam.
- Sim, ylennah, tem uma mala aqui com essas características. O que tem dentro dela, minha filha?
Não sabia se ficava contente ou preocupada. O coração disparou.
- Coisas minhas... Não mexa, não abra! Deixe como está!
Tinha um cadeadozinho, frágil, que até puxando cederia. Mas estava contando com a integridade que ela sempre nos proporcionou, não violar o que não lhe pertence.
-Pois traga-a para mim, dá essa semana? Pago sua passagem. Tentei negociar, visto que ela mora num outro Estado, numa cidadela bem longe, longe mesmo. E só vem por aqui, de vez em quando, lá uma vezinha, quase a cada três meses.
Ela perguntou: - Posso mandar por outra pessoa, se aparecer alguém indo praí?
Não!!!!
-Eu espero a sra. trazer até mim.
Já imaginou outra pessoa trazendo? E se aguçasse a curiosidade em saber o conteúdo de dentro da mala? O coração disparou mais ainda.
Finalmente, esta semana ela veio. Nunca foi tão bem vinda aqui! Ela foi recebida com um abraço esfuziante, muitos sorrisos e um descarrego (de alívio) que estava sobre mim, sobre meus ombros.
Agora, a partir da próxima semana um recomeço. Fazer uma higienização total em tudo. E voltar os treinos e recuperar o tempo perdido e as práticas que ficaram paradas pelo desânimo e falta de objetos.
Voltarei também a fazer as postagens, interrompidas ainda com a homenagem às mulheres de todas das configurações.
Ainda tentando adequar vida profissional, acadêmica (voltei a estudar) e outros desafios sociais de ampla magnitude. Reformulando a agenda para atender aquilo que me move de paixão: o BSDM. Saudades desgraçada do meu venerado Mestre Dom Marka.
Então, interpretei esse mês de ‘paralisação’ como o meu mês sabático. Agora chega de retrocessos, vamos avante com novas perspectivas. Pensando em tirar uns dias de férias para descansar e disponibilizar um pouco de tempo ao (meu) prazer.
E como sempre algumas adequações na tão concorrida agenda de 2018, onde os últimos finais de semana de abril, maio, julho estarão ocupados com compromissos administrativos, fora da cidade.
Agora com novo alento, com novas motivações, correr para cuidar do que importa!


quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

sábado, 24 de fevereiro de 2018

CONJUNÇÃO



Na conjunção da carne,
 exacerba-se o prazer;
faz-se delirar fantasias
e explodir desejos.
Como não desejar tudo 
o que Tu em mim provocas?
Tu és meu "rei"
Fonte de eternos desejos...

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

EM TODOS OS MUNDOS


De todas as distâncias -nunca existia distância
De todos os limites -as distâncias nunca foram limites
De onde a convocação chegava
fosse longe, fosse perto  - o traçado era o mesmo
o caminho a seguir era o mesmo - o Teu
Porque Tu bem sabes que é ilimítrofe
o espaço de Teu chamado.
em qualquer mundo, em qualquer tempo...
Se fosse um chamado à lua
tornar-me-ia uma astronauta para a Ti chegar
se fosse em alto mar
marinheira seria eu, mesmo sem saber nadar
e por falar em nadar...
desde aquele dia que foi subtendido de promessas,
que nunca mais entrei em lagoa, piscina, rio...
nem sei os porquês de Tuas ordens, 
mas sei que, se elas são dadas,
é porque, por mim, devem ser seguidas e obedecidas.
Mas, se ainda Tu me chamasses para além Estado
além Região, além País...
O jeitinho brasileiro estaria presente
apenas para contigo estar.
Veja só: de quatro... mas reverente,
pois Tu bem sabes que lá no fundo do fundo
jamais  Te desrespeitaria
Chegaria ao fim do mundo para Te encontrar 
Desceria ao inferno profundo 
Para poder subir aos céus dos Teus prazeres
iria de um a outro mundo
de ponta a ponta, 
de meio a meio...
tudo para poder sentir o calor de Tua marka

quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

PRELÚDIO INICIADO


Um amor que se mede é um amor com resquícios de muita pobreza.  Por isso que meu amor bdsm é um plantel de riquezas imensuráveis; de uma construção cheia de preciosas pedras.  Daquelas que nem sempre as mãos podem apalpar. Aí eu vou com Shakespeare:

“O amor é uma fumaça formada pelo vapor dos suspiros. Alentado, é um fogo a brilhar nos olhos dos apaixonados. Revolto, é um mar nutrido pelas lágrimas dos amantes. Que mais será? O amor é uma loucura sensata, um fel que adoça, uma doçura que amarga.”

Meu adorado Mestre, Dom Marka, gravastes em minhas carnes, em minha pele, em meus desejos este Teu domínio acentuado, de cunho imensurável; completado através das 'viagens' de tesões que foram e são sempre proporcionadas. Essas viagens que sempre começam quando nos encontramos, ou não. E que estão sempre se renovando, se reinventando, com novos componentes, com novos acessórios, com novos ingredientes. Cada parada é uma descoberta.
Quantas loucuras lúcidas! Sem precisar conter impulsos, regrar desejos, coibir fantasias. Contigo, quero todas as viagens plausíveis e possíveis! Quero seguir todos os caminhos retos ou curvos! Quero levar todas as bagagens pesadas ou leves! Quero ser uma colmeia completa, sendo preenchida por ‘méis’ de Tuas taras, bem melados, lambuzados, untados; aferroada de prazeres carnais, naquela lascívia luxuriante que Tu provocas e transmites.
Tu és um incentivo particular em minha andança de fêmea. De serva. E em Tua homenagem esta semana brinquei demais. Uau, Mestre adorado! Treinando cada vez mais, abrindo cada vez mais... Será meu ‘presente’ a completude daquela invasão iniciada e ainda não concluída. Por isso este esforço particular em sentir...
Olhando aqui aquele gigante... Mil ideias, mil desejos. Nunca me sentir tão ‘vadia’ como esses dias... Poros exalando essa depravação, esse desejo que me deixa pulsando por Ti...
Noutro momento descrever-Lhe-ei o que vivenciei...

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

SONS MARKANTES





Eu quero ouvir o som da Tua excitação,

Eu quero ouvir o som do Teu prazer

Expressado em Teu olhar

Esse olhar furtivo, MARKANTE

Eu quero ouvir o tom de Tua voz

Eu quero ouvir o timbre de Tua vontade

Ouvir a sensibilidade de Tua pele

Sorver Tua língua, Teus desejos

Eu quero o despertar de Tua excitação

Eu quero ouvir o zunir do tempo parado

Eu quero ouvir a explosão do Teu tesão...



sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

PASSOS TRAÇADOS



Passos que sempre estiveram traçados, 
pré-destinados a seguir umas markas 
que foram projetadas num caminho de prazer.
Antes, 
uma servidão de vento 
sustentada em letras e palavras, 
Hoje,
 de um desejo à transformação:
 És uma serva real!