<                           

























Mostrando postagens com marcador SM. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador SM. Mostrar todas as postagens

sábado, 22 de julho de 2017

TEU RITMO



Invado minhas carnes quentes,
negras, morenas, brancas, vermelhas, multicor
inundo os dedos de prazeres,
pensando em Ti
o vai-vem da minha mão
parece uma onda do mar
em ritmo quebrado:
ora intenso, ora calmaria...
Mas é em Teu ritmo que navego!
é em Teus mares que me afundo de tesão...
Sempre!


quarta-feira, 19 de julho de 2017

SILÊNCIO



Eu pensei que palavras
Sentimentos traduziam
Mas foi no silêncio do meu amor
Que revelei tudo o que por Ti sentia.
Pois sempre Te ouvi com meus olhos
Sempre Te apoiei com meu sorriso.
Minhas mãos falavam de amor
Quando em Teu corpo tocavam
Não precisei emitir som
Para dizer-te: EU TE AMO, MESTRE!
Meu silêncio sempre falou mais que a minha voz...
O Teu olhar me conduzia,
servia de alento para minha vida.
Do Teu querer tornei-me cativa,
E sem palavras,
fomos traçando nossos destinos...
juntos... ou mesmo longe...
em silêncio... ou com o som da presença...
eternamente...
calada, mas cheia de sentimentos...




SUBMISSÃO EM BONDAGE 2 - LAYS



 Apenas delicie-se 
com a sensualidade das cordas
(bondage) do BDSM
Amarre-se a esta sensação
deixe as markas  lhe conduzirem...


 








   
Fotografia:  Beto Fernandes bf3 images  ( www.bf3.com.br )

Fonte: http://covermodel.ig.com.br/modelos/2017-07-13/lays-orsini-ensaio-sensual.html

terça-feira, 18 de julho de 2017

VERTENTES DO BDSM


Não venham me dizer que vocês também não sentiram curiosidade em  assistir ao filme 50 Tons de Cinza, diga-se um sucesso mundial de cunho BDSM? Senão, pelo menos ler o livro ou as sinopses? 
Então por ali dá de ter uma ideia como é fascinante o mundo BDSM. Não é uma prática de pessoais consideradas 'anormais'. Esse fetiche não precisa necessariamente ser uma relação marcada pela violência.  Inclusive qualquer tipo de violência é repudiada pelos adeptos, pela comunidade bdsmista mundo afora. Também não é um sexo alternativo", picante. É um conjunto de comportamentos que reduzidamente chamamos de sadomasoquismo ou SM.
Viver BDSM é viver o prazer! Podem crer! E com muita segurança, ÓBVIO. Até porque tudo tem que ser absolutamente consensual, por isso, em geral, firmam-se até Contrato de Relação BDSM. Já publiquei um aqui neste blog, em 16/06/2017. Tudo tem que ser SSC (São, Seguro, ConSensual), com respeito; por que mesmo que na visão de alguns seja "um jogo", envolvem vidas, sentimentos, pessoas; e cada pessoa tem sua história, tem sua construção. E nenhuma parceiro tem o direito de colocar em risco a construção de vida de seu par.
Assim, também, mesmo que haja por parte de um dos envolvidos a total entrega, a total permissão para certas  cenas ou práticas, o bom senso e a lucidez ainda devem prevalecer.
Há inúmeros atos que não concordo e não estaria disposta a praticar. Por isso o 'contrato e a palavra de segurança (safe word), que é necessária quando numa 'sessão' houver algum problema, alguma discordância ou ainda a não completude da cena. Às vezes a submissa não está pronta para ir até o final, ou o Dominador não se sente seguro para continuar. Quaisquer que sejam os motivos tudo pode ser interrompido quando representar qualquer tipo de risco para as vidas. É necessário ter uma base sólida, boa.
Além de que ninguém sai praticando BDSM por ai à toa. Tem que ter confiança e conhecimento das partes envolvidas.  A saúde tem que está perfeita (de preferência), as condições mentais, emocionais, entre outros. Ou seja, é algo extremamente seguro, pois várias tangentes são observadas para poder prosseguir. E um dominador sério, leva também a coisa muito à serio. Não é apenas fetiche, é um praticante em seu estilo, em suas ações.
Cada um se 'especializa' naquilo que lhe agrada; há fetichista em chicote, outros em bondage, em velas, em podolatria, etc. 



É extremamente relevante que os pares sejam pessoas adultas.
Existem literaturas específicas sobre o assunto. Por exemplo, no livro Dicionário de Fetiches  e BDSM, de Agni Shakti, revela que "quem pratica o BDSM deseja obter prazer sexual através de trocas eróticas de poder, envolta em uma séria de desejos, que podem ou não significar submissão, punição física e/ou psicológica e outros meios".
Há incontáveis filmes com esta abordagem, como: Secretary, Instinto selvagem, 9 e meia semanas de amor,  Ata-me, 50 tons de cinzas, A bela da tarde, Juiz SM, O amor é uma grande fantasia, Maitresse, A pele de Vênus, etc. Além de filmes, há uma vasta literatura e músicas com a temática SM.
Mesmo com tanta gente escrevendo sobre o assunto, filmando o assunto, vivendo o assunto, ainda acho interessante as óticas que muitos ainda possuem sobre o BDSM. 
Desafio-os a entrar e se entregar, a conhecer,  indo bem de leve. Encontre seu parceiro. E veja depois  o que acontece. A extrema maioria quer continuar se aprofundando mais ainda. Poucos desistem. Porque é bom. É emoção. É vida!


segunda-feira, 17 de julho de 2017

ENTRE CONVERSAS...


Gosto muito de ler. Sempre gostei. Gosto também de escrever, compartilhar; e nos blogues, estou aberta a responder a todos que neles adentram; quaisquer que sejam as situações ou questionamentos. Algumas pessoas concordam com o estilo BDSM, outras não. Há aqueles que, mesmo sem concordância adentram aqui, comentam e com satisfação os respondo. Respeito as posturas de quem gosta, de quem não gosta, de quem é serva, de quem é dominador, de quem não se identifica com nada; mas não passa disso. 
Alguns visitantes são pessoas do Brasil, Estados Unidos, Portugal, Alemanha, Rússia, Suíça, Suécia, Espanha, entre tantos outros países. Mas de fato, meu estrondoso interesse é com meu Mestre, é este quem me maravilha, me  leva além....
Além Daquele que profundamente me Marka, não mantenho conversas de interesses bdsm nem dentro nem fora deste espaço com terceiros; até porque sei que o Mestre é uma pessoa que prima pela discrição e não seria justamente eu, uma simples serva que iria fazer algo que O contradissesse! Até pensei em criar uma página no facebook e seguir comunidades do meio SM, mas tenho dúvidas se deveria.
Claro que algumas meninas de outros países (grifa-se), comentam com mais frequência e assim eu, com a mesma assiduidade, também respondo. E só. Nada mais além disso.
Lembro-me que uma vez me fora dito que servas não tinham permissão de manter contato com qualquer pessoa do meio BDSM sem a devida autorização, então é justamente isso que ocorrerá. Sou obediente.  Ou pelo menos tento! Não tenho costume de transgredir regras, acordos firmados ou ordens. Mesmo que entre conversas e conversas também pode se conhecer outras pessoas...
Por fim, aqui também é um espaço que agrega informações que redundam em prazeres para todos os gostos. Cada um escolhe o seu gosto. Tem imagens de spanking,  les, bondage, gangbang, romântica, etc... É um espaço democrático. Mas acima de tudo é um espaço para declarar minha servidão ao meu amado Mestre.

PODE PUXAR PARA MAIS PERTINHO DE TI....






Quanto mais perto de Ti
melhor para servir
Puxe-me
que eu vou!

domingo, 16 de julho de 2017

TE QUERO DE TODAS AS FORMAS



Te quero um semi deus
Te desejo um super homem
Te quero simples
Te quero mito
Te quero inteiro
Te quero um pouquinho
simplesmente quero Tua marka em mim...
Te quero de todas as formas...
ou de qualquer forma...
mas Te quero! 
 

sábado, 15 de julho de 2017

SABORES DE SERVIDÃO







Foi naquele momento 
em que você percebeu que não estavam a sós. 
Tinha mais outra pessoa 
a compartilhar desse prazer bacanal.

TANTAS LÁGRIMAS CHOREI

Thais S Francisco

Tanto já chorei longe de ti,
Que me fundi, às águas do rio
para com ele, seguir mundo afora
a procura deste teu olhar que me fascina,
do teu perfume que me inebria,
de teus abraços, que me acalentam,
dos teus beijos, que os meus adocicam,
do teu mel, que me lambuza,
do teu gozo, que me enlouquece
e me envolve no prazer deste louco Amor!...
Em qual margem estás?
Roça tuas mãos nas águas deste rio,
fazes arrepiar minha pele,
tal qual, encrespas as águas correntes,
com o toque de tuas mãos.
Aumenta o volume destas águas,
mistura teu mel ao meu,
vamos juntos, chegar ao mar,
onde o rio, suas águas descansa,
e que, em lençóis espumantes,
aconchegará nossos corpos,
para o repouso dos amantes!...

sexta-feira, 14 de julho de 2017

FÊMEA E SERVA



Ela era assim. Simplesmente fêmea. No auge de seus 35 anos de idade, num corpo maravilhado, com uma boca que se perdia em seduções. Parecia uma deusa de ébano, na sua pele extremamente perfumada. De olhar amendoado, escondido entre cílios e piscadas. Em cima de seus altos e provocantes saltos,  exalava cheiro de tesão. De perdição. De desejo. Mexia com a imaginação de homens e mulheres. Produzia fantasias em suas mentes, em suas ações. A ponto de receber convites todo momento. De ser chamada de gostosa, vem pra minha rede, ai se eu te pego, e coisas do gênero que mostram que o tesão aflora...
No andar, o traquejo rebolado de pura provocação, onde as ancas balançavam oferecidamente... Na sua mistura de sagrada e profana.  Uma fêmea ilibada em seus meios de convivências sociais. Acadêmica dotada de conhecimentos variados e multidisciplinares. Com uma vida cercada de pessoas idôneas...
Essa era a mulher, essa era a fêmea. No entanto, por traz dessa mesma mulher existia uma outra, composta da mesma matéria. Só que feita de sensações, de desejos e muita vontade de servir. Que descobriu nessa sua caminhada o prazer que uma marka poderia produzir numa vida – na sua própria vida.
Não estava atrás de transas fúteis sem sentido; não lhe interessada aventuras descabidas... Queria uma dominância de sentimentos diferenciados, com adrenalinas exacerbadas. Foi ai que entrou numa estrada conduzida por convidativas mensagens de prazer, o prazer testemunhado por quem por ele vivenciava. Instigou-lhe ainda filmes vários, conversas, vozes, imagens...
Não restava mais dúvida. Era esse o caminho do seu prazer. Ainda incompleto pela falta do ‘parceiro’. Onde procurar? Onde encontrar? E como caminhos cruzados, como o fogo que atrai a brasa, 'achou'  um único nome entre tantos. Foi ali, que começou de fato, sua caminhada bdsm. Não sabia de início se encontrara ali seu protetor de prazer ou seu algoz.
E naquele encontro, como uma oferenda oferecida aos deuses, ela foi ao encontro do seu destino; aquela fêmea pode se sentir de fato uma verdadeira “putinha”. Sim, pois entre o prazer entre um Mestre e uma serva não precisa de pudores. O prazer é rasgado, despudorado. As algemas eram os líquidos dos gozos.
O não querer  era cada vez mais querer...
E isso não era o fim, não era o início, era a continuação  do nascimento informe  e ainda inconsciente de uma serva. Uma serva que nasceu para ser o prazer de seu Senhor e seu Mestre.  E hoje ela tem uma marka em sua vida de mulher, em sua caminhada de serva. A Marka de um Dom!...



Essa história pode ser de qualquer submissa, pode ser a minha, pode ser a sua, pode ser daquela que deseja conhecer os prazeres que o mundo bdsm provoca e  acende... Não apenas em 50 tons de cinzas, mais em multicores tons de prazer... Deixe-se viver e gozar dos seus prazeres... Tente pelo menos!

TUDO QUE VEM DE TI!







Tudo que vem de Ti
me inebria de tesão
Anseio por Teu toque,
por Teu ser;
louco, sensual, profano, pervertido...
faça desse momento
um momento único.
Com teu corpo no meu
presos em grilhões de prazer,
em algemas de sedução
por que meu corpo arde pelo Teu
como uma escrava anseia
por seu Mestre,  Senhor e Amo
Vem!