Mostrando postagens com marcador SPANKING. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador SPANKING. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 10 de julho de 2018

TUA INVASÃO

Sim... fechei os olhos e pude sentir... senti tua aproximação em passos suaves, firmes, quase imperceptíveis, mas sabia que estavas ali... senti de repente tua mão, aquela mão que me castiga em dores de prazer, aquela mão que me liberta de meus  desejos enrustidos. Pude sentir tua pele incendiando a minha pele; o teu carinho na buceta era relaxante um dedo, dois, três, quatro dedos... a respiração ofega - minha e tua; escancaro-me ainda mais para a ti receber; o corpo tenta resistir, mas o desejo quer ir mais além... e por fim tu te acomodas dentro do meu corpo que em chamas pulsa em teu pulso e assim vou contraindo e relaxando, prendendo tua mão que bulina tudo dentro em mim; faço contrações fortes, como que te amarrando por estar te querendo mais dentro; quero teu louco vai e vem me alargando, me dilacerando, me aquecendo, me transtornando e me deixando fora de mim mesma. Como aqueles inesquecíveis momentos "PICantes" -, onde já não sabia se era eu mesma ali ou a personalização da serva que Tu mesmo construístes. Fecho os olhos, gemo, choro, rio, belisco-me, cravo unhas pelo corpo... uma mesclagem de alívio, tesão. Que puta tesão! Tudo em mim vai se abrindo e te sinto sair sem sair; as formas de desejos mudam. Sai a mão, com dedos bulinadores e entra teu cacete quente, pulsante... Tudo era uma festa entre os corpos. Ali só existia um senhor e uma escrava - uma serva que não se pertence. Um senhor que também não se pertence, porque o momento era o senhor da hora. Mas sem que nenhum esquecesse qual sua posição: um que manda e a outra que apenas obedece... Isso é BDSM! E é esse mundo que tu me destes com passagem só de ida, porque não quero voltar. Contigo, Dom Marka, vou em todas as esferas e camadas dos prazeres. Tu provocas meu lado de vadia, de puta, de serva, de fêmea, de mulher... Já imaginou quando estivermos naquele estágio em que poderei estar mais 'leve"? Tremo e voo só em pensar. E ao mesmo tempo desejo pensar... Minhas reverências!

sexta-feira, 29 de junho de 2018

SILÊNCIO ANSIOSO


Antonio Kleber

quero sentir teu corpo e a tua essência
vamos, entrega a boca ao meu desejo
no sublime voejar dos meus ensejos
como a abelha se entrega à florescência.

sábado, 17 de fevereiro de 2018

A SAGA DE ZENE - MOMENTO 2




ZENE depois de sentir aquelas sensações indescritíveis para o seu dia a dia, quis conhecer um pouco mais desse mundo que estava lhe despontando.
Foi em busca de tudo  que falava sobre "sexo picante", servir, plug, essas coisas, e qual foi sua surpresa quando se deparou exatamente com o mundo BDSM.
Pensou: - Então quer dizer que tudo isso é o tal bdsm? Pois quero conhecer mais. Quero ir mais além, quero conhecer outras fontes jorrantes dentro desse mundo. Decidiu e assim foi.
Seu parceiro, agora era seu DONO. Começaram a nutrir uma nova e excitante fantasia, com tantas descobertas. ZURI aos poucos foi introduzindo outros elementos desse mundo fetichista no cotidiano de ZENE.
Certo dia, ZENE se imaginou levando umas boas cintadas e como se quisesse a realidade ali presente, ficou nua e arrebitou a bunda, e de fato, sentiu aquela ardência e gostou. Eram suaves cintadas que ZURI lhe aplicava, fazendo seus desejos exalarem um tesão que chispava gozo. Ele tinha chegado sem que a mesma percebesse e como que lendo seus desejos os concretizou.
E a colocou naquela cama, envolta em lençóis brancos e assim lhe apresentou outros modelos e tamanhos variados de plugs e mais duas novidades: uma chibata e uma coleira.
Ela não entendeu muito bem, mas tinha visto no carnaval do Brasil alguns artistas usando coleiras com o nome de seus machos e achou o máximo. De certo que era uma coleira sem nome, apenas algo bem rústico. Mas que parecia ter um grande significado. Mas e aquela chibata com um furo em forma de coração para que serviria? Poderia markar sua bunda e deixá-la com um belo desenho, pensou. 
À medida que aquelas novas roupagens iam sendo usadas em seu corpo, ZENE mais adorava e desejava. Não estava entendendo mais nada. Porque estava assim tão fascinada com essas coisas que antecedentemente lhe pareciam uma profanação? Mas, mesmo assim se deixou levar pelo calor produzido no corpo, onde um torpor lhe embriagava com puro tesão. Onde estava que nunca tinha descoberto antes essas delícias de bdsm? Será que existia alguma outra novidade, algo que não sabia ainda?
Sim, e muitas, que  não faziam parte do mundo de ZENE e que não foram introduzidas por ZURI. Ainda. Imagina quando ela descobrir o prazer em fazer parte de uma senzala com mais uma ou duas servas? E ser, então, emprestada como objeto de servidão para outro 'dominador'?
Ah, ZENE espere pois há um longo caminho de luxuriantes prazeres a percorrer...

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

PRAZER SEM TAMANHO

 
 
 
 

Os desejos que nutrem o corpo independem do formato de cada um, de gênero - homem ou mulher. Existem pessoas magras e existem pessoas FAT ou PLUS SIGE (são os nomes usados para 'amenizar' o peso e  a pronúncia se tornar mais elegante).
No meio BDSM, também existem pessoas, mulheres, submissas de todas as formas. Até porque o BDSM é universal e globalizado, está em todos os continentes. Assim como o prazer...
Prazer em dar, prazer em receber, prazer em ser...
Então, vivamos este prazer, sem culpa.
Mas...
Vale a pena buscar uma vida e corpo saudáveis, dentro do peso ideal para que outras possibilidades possam acontecer.

sábado, 27 de janeiro de 2018

APENAS SÃO...

 
 
como explicar o inexplicável?
como traduzir em letras aquilo que o corpo sente?
aquilo que as sensações provocam? 
aquilo que cada momento bdsm aflora?
Não são apenas desejos, são vontades.
são paixões...
 



terça-feira, 23 de janeiro de 2018

O TOM DO SPANKING ERÓTICO


 
Ultimamente as práticas sadomasoquistas vêm fascinando pessoas em todas as regiões da terra. Indo de autoridades políticas, artistas,  intelectuais, religiosos, entre outros mortais. Já falei sobre isso em algumas postagens
O spanking é uma das práticas que exarcebam a sexualidade. As palmadas podem, sim, serem sexualizadas, provocar prazeres, sensações de satisfação tanto em que dá , quanto em quem recebe.
Agora vale lembrar que o spanking não é uma prática específica das mãos; pode-se usar outros objetos, como cintos, chinelos, chicotes, palmatórias, etc.  Desde que seja gostoso para as partes envolvidas, está tudo tranquilo.
Salientando, ainda que o bdsm é jogo onde a  consensualidade fala, grita alto, este respeito não pode ser ignorado por nenhuma das partes. 
Qualquer região no corpo pode provocar prazer com spanking, claro, mas há algumas regiões que parecem que nasceram para essa finalidade, como as nádegas... Será por ser mais carnuda?
Particularmente eu amo ser recebida com uma boa 'bofetada' erótica. Isso é muito diferente de espancamento agressivo, claro. Inadmissível dentro do BDSM.
Até a Sociologia explica que as culturas possuem suas eroticidades e que algumas destas vêm embuídas de práticas que poder-se-ia transferir ao sadomaso.
Quando os roteiros sexuais  se tornam cotidianeiros, pode-se ter o risco de a relação  ser repetitiva. Até mesmo dentro das práticas bdsm há esse risco, para aqueles que não querem avançar em novos conhecimentos, amadurecimentos e novas práticas.
Cada vez me surpreendo mais com meu adorado Mestre, Dom Marka. A cada momento, um novo aprendizado surge e novos desafios são lançados. E eu vou ficando cada vez mais refém (humm) dessa marka Dele!

quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

SEQUIOSA POR TI

sequiosa pelos prazeres 
que Tu me ofertas
eu quero continuar 
a beber dessa lascívia,
mesmo através de 'migalhas'...

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

CHICOTE DE PRAZER

Foi quando teu desejo se encostou com o meu desejo nascendo aquele louco e masturbante desejo. Numa simbiose de tesões, sob a égide do chicote do prazer; aquele prazer lambuzado, melado, safado e  cheio de gotas de sentimentos. Tu me dás uma ânsia de Tu mesmo.

sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

RELIGIÃO








"Seu Dono se torna sua religião, seu respirar, suas expectativas, suas decisões. 
O seu viver submisso para servi-lo é e deve ser seu alvo principal..."



quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

HÁ MOMENTOS...






Todas as emoções e sensações que senti, sinto ou sentirei em relação ao Bdsm tentei e tentarei expressar através de minhas falas. Às vezes carregadas de sentimentos, carregadas de tesões, carregadas de desejos, carregadas de realizações...
Nessas traduções, vou tentando transmitir a realidade do momento através dos textos, claro, e também de imagens colhidas na internet, mas que são pertinentes ao momento correlato, para assim intensificar as falas. Que assumo e assimilo com tanta intensidade que me transporto para a figura ao ponto de poder, em certos momentos até confundir comigo mesma. Mas que não sou eu.
São imagens de domínio público, disponíveis na internet, usadas sem nenhum fim comercial. Procuro ser o mais discreta possível; evitando imagens de pessoas púbicas famosas, assim como imagens pessoais. Há algumas imagens inéditas, sim, que são bem restritas.
Se ontem eu estava alegre, flutuando nas estrelas, hoje eu estou chateada, meio triste. Será que tenho bipolaridade? Está certo que tenho ‘um certo’ bom humor, uma alegria. Mas se há algo que me deixa triste é chatear alguém com alguma coisa, ou alguma ação. Isso me mortifica. Há momentos que queremos chorar, há momentos que queremos apenas um colo...
Quando, de uma forma ou de outra causo alguma irritabilidade ao meu Mestre, isso me deixa extremamente arrasada. Com vontade de chorar. E choro. Muito. E creio que, infelizmente isso aconteceu. Por isso sinto-me desmotivada a escrever. Retorno condicionado ao desejo do Mestre...