<                           

























Mostrando postagens com marcador VELAS. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador VELAS. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 20 de julho de 2017

O CORPO - O TEMPLO



CORPO
templo do servir
templo de recebimento
templo de entrega
templo de prazer
templo...
é no corpo que os deuses recebem as melhores oferendas
é no corpo que homem e mulher saciam suas libidos
é no corpo que se acoplam prazeres...
cuide do seu corpo
cuide de seu templo
cuide de seu prazer...

sexta-feira, 7 de julho de 2017

segunda-feira, 3 de julho de 2017

CÁLICE






O que eu quero?! 
O mesmo que Tu queres:
horas e horas represadas
em puro tesão, prazeres e dedicação.
Um cálice sem que ninguém tenha de calar-se.
Com gemidos e gritos...
gozos escorridos e colhidos
como  brinde de celebração!

 

 

quinta-feira, 29 de junho de 2017

OUSE SENTIR...





 

 
 


ousarias
sentir 
o calor
 que 
o prazer 
provoca
?

INUNDAÇÃO





Tu chegas com Teu prazer
fazendo meu prazer vibrar,
e vai inundando meu ser 
com expressões sem falas,
banhando-me sem água,
com todo Teu prazer de prazer;
e eu me afogo em delírios de Ti!
Molhas-me, Mestre! 

quarta-feira, 28 de junho de 2017

segunda-feira, 26 de junho de 2017

quinta-feira, 22 de junho de 2017

BEM SABES QUE ODEIO ESTA AUSÊNCIA!


Bem sabes que odeio esse silêncio infindo;
odeio essa saudade maltratante;
mas fico tão feliz quando Tu visitas esta "casa";
sim, este blog é minha casa de prazer descrito;
meu ponto de encontro com minha servidão expressa.
Ah, meu Mestre e Senhor,
Tu nem imaginas como Tua presença é tão bem vinda aqui!
Como Tua Marka é tão markante
Venha sempre, esta casa é Tua. 
É para Ti que foi construída.


quarta-feira, 21 de junho de 2017

UMA FODA BEM PREPARADA


 


 


 


Uma foda bem preparada 
com sabor de gozo
Daquela que mexe com o corpo
mexe com o interior
mexe com os sentidos



sexta-feira, 16 de junho de 2017

quarta-feira, 14 de junho de 2017

TUA MARKA - TUA POSSE



 
É tão sublime ter o prazer de Te servir, Mestre. Eu me sinto uma serva “importante” quando Tu me convocas para estar à Tua presença. Não me contenho de felicidade. Pareço uma boba da corte. Uma "garotinha" que acaba de ganhar um pirulito ou uma adolescente com uma caixa de bombons de chocolate... 
É tão sublime Te sentir. Minha sensibilidade de fêmea aflora, renascendo a escrava guardada, à Tua espera, é algo entre a beleza e o pitoresco.
Eu posso sentir a força e amplitude de Tua presença, provocando em mim espanto, inspiração que redunda em “medo” ou respeito. É um contraste de estações, de inverno à verão. Uma sinfonia de sentimentos que Tu provocas!:  rítmicas, alvoroceiras, onde posso exprimir o inexprimível através dos meus sentidos, do meu corpo.
Lembro-me quando nos conhecemos. Eu me senti uma criança, atrapalhada em meu andar de “tiras”. Tu andando em Teu  andar felino e eu seguindo Teus passos, Teus andares.
Lembrei-me das Tuas histórias...
Lembrei-me das nossas histórias
Eu só ganhei Contigo.
Obrigada por cada momento de Tua presença
Por cada tudo que me destes no decorrer desses longos e poucos tempos que tivemos; por cada hora do Teu corrido tempo... E põe corrido nisso!
Obrigada pela cumplicidade que me fez tremer, sorrir de prazer... gemer de dor, passageira e ansiante para que volte novamente.




Obrigada por tudo meu Mestre!
Obrigada pelo respeito que Tu me ensinaste a ter por Ti, não pelo fato de me ajoelhar, baixar o olhar, mas pela força que emana de Ti mesmo, dessa essência de dominador que Tu tens, pela marka de propriedade que cunhastes nesta Tua serva que Te aceitas como Senhor e se sente orgulhosa em ser sua serva.
Eu sou uma serva totalmente impregnada pela essência de Tua marka, de Teu suor, de Tua dominação. A marka da Tua propriedade. Assim eu me sinto. Tua. “Tua” o que o Sr determinar e quiser...
Mas TUA POSSE!